PDA

Ver Versão Completa : Diário de um Aprendiz - Luis Delgado



Páginas : [1] 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11

Luis Delgado
13-03-06, 18:08
INTRODUÇÃO

Boas,

Estou no salgados só hà um ano e durante este tempo tenho passado por inumeras fases de aprendizagem à custa de leitura de livros, partilhas de experiências nos foruns e com diversos amigos e, ainda, com várias asneiras e sucessos.

Por outro lado, gostaria de partilhar algumas dessas experiências, especialmente com pessoas que agora estão a começar e que estarão a passar por muitas das interrogações que tive e que também ainda tenho.

Assim, vou começar a registar aqui, neste tópico, várias notas, reflexões e resultados de experiências que para mim têm sido importantes. Para muitos, algumas dessas reflexões poderão parecer básicas, mas sinto que devem ser partilhadas para quem quizer ler, especialmente para quem esteja a começar.

Comecei o meu aqua em Março do ano passado. Depois de ter tido aquas de água doce durante 18 anos, estive parado porque tive receio de retomar, receio do meu próprio entusiamo e do tempo que me tiraria de outras coisas que também prioritárias.

em vésperas do meu puto fazer anos, a minha mulher caiu na asneira de pedir para eu ir ver um aqua numa prateleira do carrefour quando andávamos às compras. E lá lá fui com o puto. Ora, o problema foi sair de lá porque, ele queria um aqua, como prenda dos seus 5 anos. Foi um drama, pois ele queria um aqua muito pequeno (daqueles de 5 L) e eu já sabia o que isso queria dizer - peixes mortos e água verde. Doido pelo rigor, achei que já que seria para comprar um aqua, então monta-se um do tipo holandês de 120 L.

Lá veio o aqua para casa com 100 x 30 x 40 cm. Passado algum tempo antes de montar o aqua, optámos em conjunto que, em vez de um holandês de água doce, se faria um de água salgada de recife. E foi aí que tudo começou...

Após algum tempo de aprendizagem, deu para perceber que o aqua não é o mais feliz, porque é muito comprido, baixo e estreito, o que dificulta um pouco as coisas quando queremos começar a pensar em coisas mais elaboradas. Por outro lado, não está furado, o que me vai obrigar a montar um overflow, porque não tenho coragem para furar o aqua agora que está montado.

Além disso, é daqueles da aquapor com uma conta de plástico e uma travessa de segurança ao meio, feita em plástico também.

Tirando isso, actualmente o aqua tem a seguinte configuração:
- 45 Kg de aragamax sugar sized (cerca de 8 cm de altura)
- 2 powerhead maxijet 1200 (uma em cada extremo)
- Galeria Jalli de 6 x T5 de 39 W (3 x 14.000 K e 3 x 6.500 K)
- Ainda não tem SUMP que está em preparação
- Não tem skimmer ligado neste momento à espera de SUMP
- TPAs semanais de 10%
- termoestato de 100 W

Faço água salgada com sal marinemix e água de osmose inversa a partir de equipamento de 4 níveis (marca RO-MAN).

A iluminação é controlada por timers, acendendo e apagando-se aos pares de forma progressiva nas primeiras e últimas três meias horas de uma janela total diária de 12 horas.

Kalk adicionado em regime gota-a-gota durante 24 horas por dia com garrafão de 5 litros. Reactor de kalk aguarda instalação da SUMP.

Bicharada: apenas um Lysmata Debelius e um gramma loreto, quatro camarões da nossa costa, um ofiuro e um mithrax emerald, um eremita de patas vermelhas e vários de patas azuis.

Caracóis: Burriés (reproduzem-se no aqua), cerites, euplicas e turbo snails.

Outras coisas: muitas esponjas de várias cores, foraminíferas e caramões minúsculos que andam por todo o lado debaixo e à volta das rochas nas zonas menos iluminadas. ah, uma boa quantidade de bíspiras (vermes poliquetas de pequena dimensão com penacho de diâmetro de 1-2 cm).

Tive várias variedades de caulerpas mas já acabei com todas pois exigiam grande esforço de controlo.

Ao nível de corais essencialmente é tudo mudas para evitar grandes asneiras em termos de investimento e perceber melhor como crescem e se adaptam às várias localizações em termos de corrente e intensidade de iluminação. Esse é actualmente o meu grande desafio...

Neste momento, tenho as seguintes mudas de corais moles:
- GSP
- Sarcophyton, sp
- Protopalythoas
- Zoanthus castanhos de núcleo amarelo e laranja
- Sinularia dura
- Sinularia verde
- xenias castanhas e brancas

Mudas Corais duros LPS:
- Euphylia parancora
- Caulastrea furcata
- Goniopora vermelha
- Alveopora amarela

Mudas Corais duros:
- Acropora valida
- Montipora capricornis
- Montipora digitata vermelha
- Montipora digitata castanha
- Acropora efflorescens
- stylophora pistilata

Parâmetros fundamentais:
- PH: 8.0-8.2
- Cálcio: 450 mg/L
- Alcalinidade (tenho de medir)
- amonia (não detectável)
- nitritos (não detectáveis)
- nitratos (não detectáveis)
- temperatura: 26.5 ºC

No post seguinte meto fotos do que tenho...

Ricardo Rodrigues
13-03-06, 21:49
Gostei muito de ler!!!! Só faltam as fotos para ver essas mudas!!!

É curioso nunca teres usado escumador, há quem diga que o escumador só deve ser usado 6 meses após a montagem do aquário favorecendo dessa forma o estabelecimento e aumento populacional de uma comunidade rica de micro-fauna (Sally Jo Headlee do GARF). Neste momento também tenho o meu reef de 200l a funcionar sem escumador mas com TPA's semanais de 10%.

Abraço

Joao Carlos Pereira
13-03-06, 22:07
Já não serás um aprendiz ... Tanto quanto eu vi.

Luis Delgado
14-03-06, 11:12
PRIMEIRAS FOTOS


Olá,

Então aqui vão as primeiras fotos.

Nesta vê-se a acropora valida na areia à espera de escolha da localização na zona superior. Como se pode ver, o layout do aqua está incompleto, pois está a meio de um processo de reestruturação. Queria meter mais uns kilitos de RV do lado esquerdo e muito pouco mais do lado direito. Tenho procurado seguir o princípio da disposição das rochas que facilite a colagem dos corais e a circulação da água. Preciso também de zonas mais escuras no aqua devido à potencia das lâmpadas para uma altura de água de apenas 25 cm.

http://www.reefforum.net/photopost/data/509/medium/DSC00773.JPG

Zoom da zona central do aquário. Como se pode ver há diversas mudas à solta na areia, à espera de serem coladas quando tiver o layout finalizado. Outras estão no coralfrags, à espera de serem trocadas ou vendidas.

http://www.reefforum.net/photopost/data/509/medium/DSC00800.JPG

Esta Acropora Valida foi colocada temporariamente em cima da DSB à espera que escolhesse a melhor localização para a mesma na parte superior do aquário. Todavia, pode-se ver bem que já apanha bastante luz pois ganhou muito mais rosa e lilás, desde que entrou no aqua, há cerca de duas semanas.

http://www.reefforum.net/photopost/data/2/medium/DSC00777.JPG

Na seguinte foto, já dá para ver a divisão das cabeças da euphylia na parte de trás e pode-se ver a minha caulastrea furcata a recuperar da ignorância do seu dono quanto às suas necessidades efectivas de luz. Quando meti a caulastrea a primeira vez no aqua há uns meses, ficou completamente branca no prazo de uma semana. Agora já está quase como nova e a dar sinais de crescimento.

http://www.reefforum.net/photopost/data/2/medium/DSC00769.JPG

Esta goniopora vermelha começou a abrir muito mais desde que a coloquei debaixo desta rocha viva para não apanhar tanta luz.

http://www.reefforum.net/photopost/data/2/medium/DSC00781.JPG

Stylophora Pistilata, imediatamente após a sua introdução no aquário e uma Montipora Digitata que ia morrendo, mas que agora começou a recuperar em cor e em número de pólipos (noutra altura conto como aconteceu).

http://www.reefforum.net/photopost/data/2/medium/DSC00763.JPG

Aqui está um frag de alveopora que custei a perceber qual o melhor local para ela.

http://www.reefforum.net/photopost/data/2/medium/DSC00762.JPG

Este sarcophyton tem levado muito tempo a crescer, o que para mim é paradoxal, face às descrições na literatura que o referem como sendo pouco exigente.

http://www.reefforum.net/photopost/data/2/medium/DSC00796.JPG

Desculpem a qualidade das fotos, mas a minha máquina é uma Sony Cybershot U que não tem zoom e tem o tamanho de meio maço de cigarros.

Luis Delgado
14-03-06, 11:16
Este banco de protopalythoas, para além das xénias, tem sido o coral que mais se desenvolveu no meu aqua até agora. Este grupo cresceu a partir de um corte de fiz com três pólipos.

http://www.reefforum.net/photopost/data/2/medium/DSC00797.JPG

Luis Delgado
14-03-06, 11:20
Já não serás um aprendiz ... Tanto quanto eu vi.

Boas, João:

Digo-te mesmo que quanto mais vejo mais entendo que não percebo quase nada disto.

Por outro lado, tem sido um gozo enorme, como se deve estar a passar com todos os membros aqui do forum, cada um ao seu próprio ritmo :sbSourira

Luis Delgado
14-03-06, 11:30
É curioso nunca teres usado escumador, há quem diga que o escumador só deve ser usado 6 meses após a montagem do aquário favorecendo dessa forma o estabelecimento e aumento populacional de uma comunidade rica de micro-fauna (Sally Jo Headlee do GARF). Neste momento também tenho o meu reef de 200l a funcionar sem escumador mas com TPA's semanais de 10.

Abraço

Bem, eu já tive escumador, mas era um berlin air lift 60. Foi a minha maior asneira quando comecei. Foi instalado uns quatro meses depois do aqua... Não comprei logo porque não sabia o que comprar e já era despesa a mais no início.

Aqui está ele, nesta foto:

http://www.reefforum.net/photopost/data/509/medium/DSC00562.JPG

O problema é que o seu rendimento é muito baixo e a bomba de ar faz muito barulho, notando-se especialmente à noite. Por outro lado, a sua limpeza é muito pouco prática e era uma chatice tirá-lo do aqua, ajustar a galeria de iluminação, etc. Na foto ainda se pode ver a minha antiga galeria de iluminação - lifetech de 108 W.

Gastei nessa brincadeira com o skimmer mais a bomba de ar, cerca de 100 euros. Mais valia ter pago um pouco mais e ter comprado um daqueles sistemas de pendurar de lado. Na altura estive mesmo para comprar um AquaC Remora (muito conceituado nos USA) - teria ficado na ordem dos 250 euros.

Para compensar a falta de skimmer, tenho controlado mais a alimentação - apenas duas vezes por semana. Como resultado desse controlo, desapareceram as algas verdes que tinha na parede de trás do aquário e já não me crescem algas no vidro da frente (aliás em lado nenhum agora).

Luis Delgado
14-03-06, 23:54
FIXAÇÃO DE POWERHEADS

A semana passada cheguei a casa e, quando já tinha o aquário mais ou menos estabilizado em termos de correntes, etc., encontrei-o com a água toda leitosa e areia aragamax sugar sized espalhada por cima de todas as rochas e agarrada aos vidros todos.

Enfim, uma verdadeira desolação. :sbRireLar

Esta situação deveu-se ao facto de uma das minhas bombas de circulação, uma maxijet 1200, ter-se soltado e ter caído com a saída virada para a areia. Para além do resultado que já referi ainda me cavou uma enorme cratera no DSB.

Porque é que a bomba se soltou? Bem, porque tenho teimado em usar ventosas para as agarrar ao vidro, Já tinha tido algumas ameaças, mas nada de especial, prontamente corrigido com apertos, etc.

Bem, depois disto, aprendi que nunca mais vou meter uma bomba num aqua só fixada com ventosas. Entretanto, utilizei um dos acessórios que as bombas traziam para as fixar através de um suporte que pendura na borda do aquário.

Parece demasiado básico, não é? Pois gostava de saber se era o único teimoso :jmdFou2:

Ricardo Santos
15-03-06, 00:32
A semana passada cheguei a casa e, quando já tinha o aquário mais ou menos estabilizado em termos de correntes, etc., encontrei-o com a água toda leitosa e areia aragamax sugar sized espalhada por cima de todas as rochas e agarrada aos vidros todos.

Enfim, uma verdadeira desolação. :sbRireLar

Esta situação deveu-se ao facto de uma das minhas bombas de circulação, uma maxijet 1200, ter-se soltado e ter caído com a saída virada para a areia. Para além do resultado que já referi ainda me cavou uma enorme cratera no DSB.

Porque é que a bomba se soltou? Bem, porque tenho teimado em usar ventosas para as agarrar ao vidro, Já tinha tido algumas ameaças, mas nada de especial, prontamente corrigido com apertos, etc.

Bem, depois disto, aprendi que nunca mais vou meter uma bomba num aqua só fixada com ventosas. Entretanto, utilizei um dos acessórios que as bombas traziam para as fixar através de um suporte que pendura na borda do aquário.

Parece demasiado básico, não é? Pois gostava de saber se era o único teimoso :jmdFou2:

Olá Luis,
pois é, eu detesto ventosas, principalmente em água salgada(duram muito menos), tanto que as minhas 3 PH e 1 Maxijet teem o apoio do vidro, as ventosa dos termostatos tiro-as, não compro bomba de circulação que só tenha apoio de ventosas :knSmileyx
Parece que a minha mania é o contrário da tua...lol:knSmileyV

Julio Macieira
15-03-06, 10:05
:knSourire Luis

Teimosos somos todos nós. Em especial quando estamos convencidos de que estamos certos :knSourire

Acredita que tambem já passei por isso. Só quando fiquei como vidro do fundo a vista (por uma PH se ter soltado) é que vi que tinha um problema para resolver.

Hoje como sabes não uso PH's, utilizo apenas as Turbelles, mas para quem usa PH's só aconselho mesmo os suportes laterais para colocar nos vidros. As ventosas quando muito apenas para servirem de "amortecedor" ás vibrações.

Nuno Cruz
15-03-06, 10:41
Boas,

eu após o 1º susto com uma PH, comecei a fixar o fio electrico fora do aquario. Desta forma se a PH se soltar nunca sai muito do seu lugar. No máximo fica apontar para um sitio diferente.

Mas pronto, tive que optar por este esquema porque não tenho outros apois.

1abraço

Luis Delgado
15-03-06, 10:46
As ventosas quando muito apenas para servirem de "amortecedor" ás vibrações.



Sim, no meu caso estou a usar uma por baixo agarrada ao próprio suporte que agora suporte a powerhead.

Luis Delgado
15-03-06, 10:48
Boas,

eu após o 1º susto com uma PH, comecei a fixar o fio electrico fora do aquario. Desta forma se a PH se soltar nunca sai muito do seu lugar. No máximo fica apontar para um sitio diferente.

Mas pronto, tive que optar por este esquema porque não tenho outros apois.

1abraço

Também seria a minha alternativa, caso não tivesse os ditos suportes...

Joao Carlos Pereira
15-03-06, 23:07
Atenção que essa de prender o cabo pode ser perigosa,pois se a ph fica pendurada a apontar para fora a parte superior podemos ter a agua espalhada pelo chão....

Nuno Cruz
15-03-06, 23:22
Atenção que essa de prender o cabo pode ser perigosa,pois se a ph fica pendurada a apontar para fora a parte superior podemos ter a agua espalhada pelo chão....

Boas,

penso que se o cabo prender por cima da bomba isso não aconterá, pois ficará sempre direita pendorada pelo cabo

Luis Delgado
17-03-06, 16:30
EFEITOS DA ILUMINAÇÃO NOS CORAIS

Boas, queria registar aqui algumas notas sobre questões de iluminação:

Uma das coisas em que mais tenho tido dificuldade de me adaptar tem sido ao conceito de intensidade de iluminação. Ou seja, o que é que é uma luz fraca e o que é uma luz forte.

Quando montei o meu aqua, instalei uma calha lifetech de 108 W e diziam-me que a luz era muito fraca. Todavia, a minha coluna de água tem 25 cm apenas, pelo que penso não ser assim tão fraca, pelo menos para os meus LPS.

Com esta luz (lifetech de 108 W), a minha euplylia parancora tinha este aspecto.

http://www.reefforum.net/photopost/data/508/medium/806Euphylia_Parancora-2.JPG

De facto, durante vários meses nunca mostrou grande calcificação e nunca se dividiu para dar origem a novos pólipos, apesar de estar sempre muito aberta. Na altura pensei que ela estivesse tão aberta para compensar a menor intensidade de luz, dado que, supostamente, a minha intensidade de luz seria baixa.

Entretanto, em Janeiro montei uma calha de T5 (6 x 39W) = 234 W e tendo mantido a euphylia parancora no mesmo sítio (em zona aberta), ela começou a ficar cada vez mais encolhida, até que a mudei para uma zona de sombra, como se pode ver na seguinte foto.

http://www.reefforum.net/photopost/data/2/medium/DSC00769.JPG

Agora está já com um aspecto mais ou menos normal, mas já não abre tanto como com as PCs. Entretanto, talvez devido às melhores condições da água que tenho hoje, este coral já se dividiu no local da segunda foto mostrada.

Depois da adição das novas lâmpadas tive de passar também os restante os LPS para a sombra pois em zona aberta retraíam-se todos.

Por outro lado, de todos os aquários que tenho visto, mesmo aqueles com HQI parecem-me estar menos iluminados. Será pelo facto das lâmpadas fluorescentes espalharem mais a luz? Embora a luz das HQI seja mais direccionada (portanto, se espalhe menos) penso que a intensidade se deveria notar um pouco na luz reflectida pelos próprios corais e rochas. Ou seja, fico com a sensação de que alguns corais estariam mal iluminados para os padrões a que me habituei a ver o meu aqua, mesmo com as antigas PC.

Enfim, fica a reflexão...

João M Monteiro
17-03-06, 16:51
Luis,

Acho que o que relatas se deve a dois factores: (i) reacção do coral ao significativo aumento da intensidade luminosa e (ii) os 25cms de coluna de água, acrescidos da reflexão de luz provocada pela tua DSB.

A primeira questão parece-me evidente e a reacção, por vezes, não é instantânea.
Quanto à segunda, é interessante o que o A. Calfo, quando afirma que nota que andamos todos (os do hobby, embora se refira especialmente ao que se passa nos EUA com imensos aquários com várias HQI de 400 e 1000w) a exagerar com a luz que proporcionamos nos nossos aquários, sobrevalorizando essa questão quando, sendo obviamente importante, está longe de ser ..tudo.
Penso que já está ultrapassado conceito de que "luz nunca é de mais".

E sem dizer que tens luz excessiva no teu aqua, é normal que alguns corais se tenham ressentido da alteração da calhae que, com o tempo, se readaptem

Já agora, se puderes, dá uma leitura:

http://reefkeeping.com/issues/2004-08/ac/feature/index.php

http://www.wetwebmedia.com/acclimcoralslight.htm

p.s.: tem sido muito interessante acompanhar este teu tópico.

Gil Miguel
17-03-06, 19:29
Boas

Grande Luis !!
Excelente tópico :)

Tal como o Joao afirmou em relação á iluminação, acredito que a questão por exemplo da montipora e da Euphylia esteja relacionada com a mudança de luz, e o tempo de nova adaptação dos corais a essa mesma luz.
Alguns corais entram em recessão até com a mudança de lampadas :)

Alem do mais acho que entram muitos outros factores, corrente, proximidade dessa mesma luz, qualidade da água etc. A própria mudança do aquário e consequentemente mudanças de muitos destes factores, levam a uma adaptação mais lenta.

Acho que com o tempo poderás ver melhorias significativas principalmente nos corais mais exigentes, será uma questao de tempo.Digo eu lol :)

De qualquer forma acho que vai sair dai um excelente aquário, pelo que conheço de ti, de certeza que sim ;)

Luis Delgado
18-03-06, 00:00
João e Gil,

Obrigado pelos vossos comentários.

É como já disse - o meu maior desafio agora é saber recriar as condições mais adequadas para cada coral e para isso é preciso mesmo paciência de japonês pois tratar de um reef em casa é bem mais exigente que tratar de um bonsai, mas também mais interessante LOL :knSourire

Vou ler os links que indicaste, João, e depois comento!

Isto é trial, and error, trial and error, trial and error.... :knSourire até dar...

confesso que muitas das indicações de posicionamento dos corais que se lê nos livros são tudo menos do que rigorosas e por vezes contraditórias com a experiência que tenho tido.

(uma curiosidade gira :sbSourira)

Quando cheguei a casa hoje, tirei os sapatos, e ia a passar no corredor descalço quando pisei algo que tinha a consistência de um grão de milho - Como tenho um papagaio do amazonas, e ele come disso demolhado, todos os dias, pensei que seria efectivamente um grão de milho seco ou uma ervilha...

Quando vou a ver, era afinal um bourrié que tinha fugido do aqua e tinha rebolado para o tapete do corredor.

O mais engraçado é que estava vivinho da costa e lá voltou para o aquário.

Enfim, um cidadão do reef a querer voltar ao mar hehe :sbSourira

Luis Delgado
21-03-06, 14:41
Boas, João:

Estive a ler os artigos, embora ainda não tenha tido calma senão para os ler em diagonal, por enquanto, mas, de facto, a grande mensagem é a de que muitos outros factores interferem no desenvolvimento dos corais e na qualidade da iluminação. Por outro lado, acho que às vezes nos esquecemos (falo por mim) de que estamos a lidar com animais que são bem mais complexos do que parecem e que não estão associados a uma equação que funcione sempre da mesma maneira...

São óptimos textos...

Quanto ao texto do A. Calfo que deu origem a segundo artigo, já o conhecia pois tenho o livro "Book of Coral Propagation".

Luis Delgado
21-03-06, 15:06
ARRUMAÇÕES DE LAYOUT DA RV

Boas, este fim de semana, fiz mais umas pequenas alterações no layout do meu aquário e finalizei o que pretendia fazer do lado direito. Agora só me falta reorganizar o lado esquerdo.

http://www.reefforum.net/photopost/data/509/medium/Layout_v2.JPG

Aqui fica uma vista geral. Veja-se a confusão de pedras do lado esquerdo, para ser arrumado e queria lá colocar mais algumas rochas vivas para suportar a colocação de SPS em cima.

http://www.reefforum.net/photopost/data/509/medium/Layout_Geral_v2.JPG

Se houver sugestões ou comentários, agradeço, dado que ando com as mãos na massa...

João M Monteiro
21-03-06, 15:11
Olá Luis,

Gostei do lado esquerdo.
Sugeria que quando arrumasses o lado direito fizesses alterações de nível, para o aquário não fica todo à mesma "cota". Penso que se ganha bastante com isso. Gosto, por exemplo de ter (num local definido) rocha até à superfície, para quebrar a linha de água.
Outra ideia seria "rasgar" uma abertura (tipo canyon) entre os dois lados, fazendo 2 blocos (ilhas) distintos. Não situada exactamente a meio, mas deixando 1/3 - 2/3. Especialmente em aquários estreitos, ganha-se muito na noção de profundidade.

Luis Delgado
21-03-06, 15:14
CURIOSIDADES (EREMITA E MONTIPORA)


Mais umas curiosidades...

Aqui vai uma foto de uma casca inteirinha ainda, que o meu eremita acabou de largar. Puxa! Eu acho que aquilo deve doer... Nâo gostava de ter de mudar de casca. Nunca fiz as contas, mas acho que ele deve fazer a muda, talvez, de três em três semanas. Quando o faz, está pelo menos uns três ou quatro dias de molho...

Já agora, o eremita está bem disfarçado, escondido dentro da sua casca que se vê na foto, encostada à montipora vermelha que está em recuperação. Não se consegue ver bem os pólipos dessa montipora vermelha porque a máquina não foca bem a curtas distâncias e não faz zoom.

http://www.reefforum.net/photopost/data/500/medium/Casca_de_Eremita.JPG

Esta montipora digitata esteve uma série de tempo presa num burado de uma rocha onde a acropora está colada e onde tenho uma outra montipora digitata vermelha em franca recuperação. Tinha corrente forte e boa iluminação, mas não só não cresceu nada como não lhe via pólipos nenhuns.

http://www.reefforum.net/photopost/data/500/medium/Montipora_Digitata_Castanha.JPG

Entretanto, colei-a noutro local e cá está ela com os pólipos a recuperar e a calcificar já qualquer coisa. Não percebo. Talvez fosse o simples facto de anteriormente, a corrente a fazer mexer ou vibrar um pouco o que poderia estar a incomodar os pólipos... poderá ser? :whistle:

Marcos Cavaleiro
21-03-06, 15:19
boas luis
Falas da corrente e penso que bem, pq muitas vezes a certas especies mesmo de corais duros que levar com corrente nao gostam la muito nao.
abraços

Luis Delgado
21-03-06, 15:30
Olá Luis,

Gostei do lado esquerdo.
Sugeria que quando arrumasses o lado direito fizesses alterações de nível, para o aquário não fica todo à mesma "cota". Penso que se ganha bastante com isso. Gosto, por exemplo de ter (num local definido) rocha até à superfície, para quebrar a linha de água.
Outra ideia seria "rasgar" uma abertura (tipo canyon) entre os dois lados, fazendo 2 blocos (ilhas) distintos. Não situada exactamente a meio, mas deixando 1/3 - 2/3. Especialmente em aquários estreitos, ganha-se muito na noção de profundidade.

João, quando dizes lado esquerdo, queres dizer direito, certo?

Também pensei em fazer essas ilhas, mas com 29 cm de profundidade útil que o aqua tem, acho que não há noção de profundidade que resista :knSourire É que é mesmo levar logo com o vidro de trás no nariz :sbClown:

Por isso, a minha opção, foi a criar espaço para meter SPS em cima, deixar umas boas grutas em baixo para facilitar os fluxos e meter uns corais mais apreciadores de sombra.

Por outro lado, preferia, deixar alguma zona de areia aberta à frente para meter mais tarde, se tudo correr bem, alguns corais de fundo (coral brains, p.e.) e tridacnas, entre outras coisas interessantes.

A ideia de num dos lados deixar a rocha subir à superfície é bem gira! Vou pensar nisso...

De facto, uma das razões pela qual estava precisamente a adiar a reorganização do lado esquerdo é a vontade de não ter tudo linear de uma ponta à outra...