PDA

Ver Versão Completa : Cloranfenicol



Julio Macieira
10-09-04, 23:01
Pouco divulgado ainda por entre nós, o uso de cloranfenicol é já a muito utilizado pelos nossos colegas aquariofilistas brazileiros, que o usam para tratamento e mesmo para prevenção de doenças em seus corais.

250mg deste medicamento são o suficiente para dar um banho de 20 minutos a um coral, na sua fase de quarentena ou caso necessite de tratamento(tratamento esse que pode ser repetido no caso de doença).

Colocar o coral num pequeno balde, apenas com a quantidade de agua suficiente para o cobrir todo, e dissolver na agua o produto (podendo coloca-lo em pó directamente sobre a parte mais afectada) e colocar uma pedra difusora a borbulhar para oxigenar a agua durante esse tempo (20 minutos). No fim retirar o coral e coloca-lo no aquario numa zona de forte movimentação.

Desconheço os estudos cientificos do tratamento, mas o certo é que tal é utilizado por vários aquaristas afim de prevenirem a possibilidade de incidencia de RTN

Atenção: Este produto não deve de forma alguma ser introduzido directamente no aquario

Alexandre
13-09-04, 23:46
Não esquecer que o cloranfenicol é um antibiótico e como tal deve ser manuseado com cuidados redobrados, não sendo de todo indicado, despejar a solução no esgoto municipal sem qualquer tipo de tratamento.
Há que ter cuidado também com o contacto directo com o antibiótico, pois é dos mais prejudiciais para a saúde.

Alexandre

Ricardo Lacerda
14-09-04, 00:16
Para quem gosta e percebe... aí vai um bocadinho de "Conversa séria":

As infecções bacterianas superficiais são geralmente causadas por cocos Gram positivo e pelo Haemophilus o que, associado à benignidade da infecção e às elevadas concentrações que se podem atingir, justificam algum empirismo na selecção do antibacteriano.

De modo geral utilizam-se antibacterianos de largo espectro de acção.

O tratamento deve ser prolongado 48 horas após desaparecimento da sintomatologia.

O cloranfenicol é um antibacteriano frequentemente usado no tratamento de infecções superficiais. Porém, a possibilidade do cloranfenicol (mesmo por via tópica) poder causar anemia aplástica grave leva alguns autores a desaconselhar o seu uso como fármaco de primeira escolha. As tetraciclinas, sulfonamidas e aminoglicosídeos são também usados no tratamento de infecções superficiais.

O cloranfenicol, pela sua boa penetração, é preferível às tetraciclinas. Porém, pela maior segurança, é preferível o recurso a aminoglicosídeos (isoladamente ou associados a outros antibacterianos) e a quinolonas (ciprofloxacina, lomefloxacina, norfloxacina e ofloxacina).




Ministério da Agricultura garante controlo de qualidade

No mesmo dia em que o Governo aprovou novas regras para a produção de rações, o secretário de Estado da Agricultura garantiu no Parlamento que a tutela tem cumprido os seus deveres de controlo de qualidade dos alimentos. Frazão Gomes revelou que em 2002 foram abertos 64 processos crime a empresas que produziram alimentos com antibióticos ilegais, estando 24 explorações agrícolas impedidas de produzir.

Estes números foram avançados depois da deputada bloquista Joana Amaral Dias ter confrontado o responsável com o recente estudo da Deco sobre a presença de antibióticos ilegais em vários alimentos. Nesse estudo, 15 por cento das amostras de mel detectaram uma substância com um elevado grau de toxicidade (cloranfenicol), assim como antibióticos em amostras de ovos e carne de porco.

O secretário de Estado desvalorizou o estudo da Deco, alegando desconhecer quais os métodos de análise utilizados, o nível de resíduos e o laboratório de referência em que foram feitas as análises. Frazão Gomes acrescentou que enquanto a Deco realizou 80 análises, ao longo de 2002, os serviços oficiais encarregues do controlo da qualidade alimentar realizaram 6800 testes a resíduos. Neste controlo foram detectados 124 antibióticos ilegais em produtos, alimentares, tendo sido participados ao Ministério Público 64 processos.


Por isso meus amigos.....
...recomendo ALGUMA precaução !!!!!

Abraços,
Ricardo Lacerda