Boa tarde

Podem ver um pequeno filme demonstrativo do funcionamento do COADAS.




Podem prosseguir se quiserem saber mais...

COADAS, o que significa?
Centro Operacional de Água Doce e Água Salgada



Finalidade?

Resolver uma das questões mais complicadas na gestão de um aquário. As trocas de água.
Para mim uma TPA era uma doença.

Vejam:
Tirar 3 baldes de 10L de água do aquário.
Infinitas idas e voltas ao WC
Encher 3 baldes de água salgada nova por gravidade, proveniente de um aquário (o novo mini-reef) de 30L.
Infinitas idas e voltas ao WC.
Pingos no chão
Inundações
Diferentes nives de água salgada sempre que fazia um TPA...


Onde está localizado?
Num armário casa de banho e roomfish.







Como funciona?

1. Água doce de reposição
O tanque 'C', recebe água da osmose inversa por meio de electroválvula.
O tanque 'C' tem apenas uma bóia que actua quando atingir o nível mínimo.
Teem também uma bomba Tunze 12V para reposição de água doce, ligado ao reactor de kalk DIY.
Este tanque tem um furo de 6mm que ao ser atingido, deixa passar a água para o tanque 'B'.

Detalhe 'Tanque C'.
Tubo vindo directamente da osmose.
Furo ladrão para 'Tanque B' - intermédio.
A osmose, controlada por electroválvula, deixa de funcionar por temporizador (15 min), de modo a encher o 'Tanque C' ou por bóia nível do 'Tanque B'.
O 'Tanque B' terá sempre água doce à espera de sal, ou água salgada já feita.
Desta forma, consigo garantir a mesma litragem/mesma quantidade de sal.








2. Realização de água salgada
O tanque 'B' recebe água doce directamente do tanque 'C'
O tanque 'B' tem uma bóia de nível máximo que ao ser accionado, cancela a electroválvula.
Tenho assim sempre a mesma quantidade de água, portanto, a quantidade de sal a colocar será sempre a mesma.
Este tanque tem um furo de 6mm que funciona como segurança, pois está ligado ao tubo de esgoto do lavatório, fazendo companhia ao tubo de descarga (esgoto) da osmose.
Terá a vantagem de ter sempre água de osmose pronta a receber sal.

Podem constatar no ponto 1 e 2, a optimização de recursos a nível de electroválvulas (1), a nível de bóias (2) e aproveitamento da força de gravidade para implantação de descarga para esgoto.


Furo ladrão do 'Tanque B', directamente para o esgoto.





3. Água salgada para TPA
O tanque 'A', recebe água salgada do tanque 'B', pois este tem uma torneira que permite, aproveitando novamente a força da gravidade, enchê-lo de forma extremamente fácil.

Torneira para permitir vazar o 'Tanque B' e encher o 'Tanque C'
Portanto, água salgada é feita no tanque 'B' e o 'Tanque C', com autonomia para 2 semanas de TPA's a 4L diários.






4. Finalização
O tanque 'C' tem autonomia talvez para 2-3 dias, ou seja a electroválvula actuará dentro deste intervalo de tempo.
O tanque 'B' permite a realização de água salgada para 7 dias, pois tiro diariamente 4L de água do aquário.
O tanque 'A' tem autonomia em casos extremos (60L) para 2 semanas, pois vou adiciono diariamente 4L de água ao aquário.


Como foi projectado, construído?

5. Caixa PLC

Como o projecto trabalha a 12V e os leds suportam entre os 1.5V e os 3V, é necessário usar resistências de 1K OHM de modo a não rebentar com os mesmos.
Decidi colocar este material no projecto, pois o LOGO! não tem (ao contrário dos PLC mais potentes) leds indicativos de funcionamento de inputs/outputs.
Tem informação no ecrã, mas é pouco visível à distância, e uns leds ficam sempre bem.

AKI
1x Quadro tapa-bornes -> 6.95€/un

SOELECTRONICA
10x Led 5mm verde -> 0.13€/un
10x Resistências 1K OHM -> 0.08€/un
1x Pasta para soldar -> 2.50€/un
1x Embalagem solda -> 1.17€/un
1x Ferro soldar 220V 60W -> 4.67€/un

Material


Caixa


Led e resistência soldados


Leds e resistências soldados


Leds e fios para soldar


Leds, resistências e fios soldados


Caixa com leds instalados


Caixa com LOGO!