AJUDA DE aquariofilia marinha - REEFFORUM

Aqui você pode encontrar respostas a dúvidas sobre o funcionamento do fórum. Use os links ou a caixa de pesquisa para encontrar o que procura.

Temperatura em Aquários

A temperatura que mantemos em nossos aquários é fundamental para o bom desenvolvimento dos animais que o habitam.

Provenientes de regiões de recifes de corais do Oceano Pacífico, os animais estão acostumados a temperaturas médias de 25 a 26 Graus Centígrados. Picos de 27 a 28 Graus são tolerados por períodos curtos de tempo, e a baixa aceitável pode chegar a 23.

Por bastante tempo se sugeriu manter aquários de corais em torno do limite inferior citado acima, e houveram aquaristas que mantiveram seus tanques ainda mais frios, na faixa de 22 a 23 Graus Celsius.

Começaremos pelos fatores naturais. As temperaturas no mar podem atingir, durante o curso de um ano, em regiões de recifes de corais, 18 Graus de mínima, quando se observa grau elevado de morte dos corais, e máximas de até 32 ou 33 Graus Centígrados, quando, também, começa o processo de deterioração dos animais. Em temperaturas altas demais, o fato mais observado é a expulsão pelo organismo de sua alga simbionte zooxanthellae, resultando na morte do animal se o período de alta temperatura for muito longo. Quando curto, há chance de recuperação pela ingestão de zooxanthellae em suspensão. Haverá então um período relativamente longo de proliferação dessas algas pelo tecido vivo do animal, e ele retomará suas funções normais dentro de algum espaço de tempo.

No aquário, observamos limites bem mais estreitos de tolerância. Os níveis citados acima são realmente importantes de se observar.
Principalmente os níveis mais altos. A 28 Graus Celsius, observamos perda total de zooxanthellae pelos corais, e sua recuperação no aquário, caso tomemos as medidas necessárias, pode levar meses.

Muito bem, mas porquê isso acontece ?

A noção mais importante é a de que o coral, contrariamente a nós, não é capaz de controlar sua temperatura corpórea. A temperatura escolhida pelo aquarista será aquela que o animal terá para tentar continuar seus ciclos vitais.

Acontece que para poder completar esses ciclos, o animal depende de uma série de eventos químico / físicos em seu organismo, e vários deles são regidos por sínteses enzimáticas.

Enzimas são catalisadores de reações orgânicas. O fator que rege a possibilidade de síntese enzimática é a temperatura do meio.
Determinadas enzimas "funcionam" em certas temperaturas apenas, e observa-se que seu graus de tolerância em certos casos é bastante estreito.

Temos ainda como dado extraído do livro Corals in Space and Time, pelo Dr. J. E. N. Veron (AIMS - Austrália), que a temperatura ideal para o bom desenvolvimento metabólico em corais se encontra em 26 a 26,5 Graus Celsius. Essa é uma média de corais pesquisados por todo o Indo-Pacífico pelo autor durante 12 anos.

Um coral autotrófico é capaz de aproveitar apenas 10 a 12% da luz que recebe, e mesmo assim, depende da temperatura do meio para se desenvolver (Dr. Veron, comunicação pessoal), e testes em laboratório mostraram que um desses animais pode consumir até 80% de sua reserva de energia para conseguir sobreviver em meio pouco apropriado (muito quente ou frio demais).

Em nossos aquários, observamos isso quando o coral não cresce e se desenvolve bem.

Não obrigatoriamente, mas freqüentemente, a temperatura "errada" inibe o crescimento e desenvolvimento do animal em taxas aceitáveis. Seu metabolismo está consumindo energia para mantê-lo vivo, apenas. O animal começa a não se expandir normalmente, ou expelir zooxanthellae demais, produzir muito muco, ou todos esses eventos em conjunto.

A temperatura deve então ser ajustada gradualmente.

Oscilações diárias de 1 a 1,5 Graus Celsius são bem toleradas, e creio que até muito úteis para os organismos do aquário, considerando os dados que citei acima. Pela manhã, níveis de 24,5 a 25 Graus, e à tarde, no final do período de luz, 26 Graus Celsius. No curso de um ano, podem haver mínimas de 24 e máximas de 26,5 a 27 Graus Centígrados, sem prejuízo aos animais. Caso observe qualquer anomalia, ajuste a temperatura para níveis perto do ideal (veja acima).

Devo ressaltar a importância de se medir a taxa de oxigênio dissolvido, que tende a baixar quando a temperatura da água se eleva, e prover o aquário de boa circulação interna de água.

http://www.aqua.brz.net

Ricardo Miozzo
Colaborador de Aquarismo Marinho

Pesquisar AJUDA

Selecione esta opção se você deseja que sua pesquisa procure no texto dos itens da AJUDA, assim como nos títulos.

Selecione uma opção aqui para especificar como deseja que sua pesquisa seja tratada. 'Qualquer Palavra' retornará o maior número de possíveis resultados relevantes, enquanto 'Frase Completa' retornará apenas resultados que contenham exatamente aquilo que você pesquisou.