AJUDA DE aquariofilia marinha - REEFFORUM

Aqui você pode encontrar respostas a dúvidas sobre o funcionamento do fórum. Use os links ou a caixa de pesquisa para encontrar o que procura.

Skimmers, problemas e soluções

Todos sabemos – ou ao menos deveríamos saber – que sem um bom desnatador (skimmer), é praticamente impossível manter um aquário marinho.
Por aquário marinho entendo um tanque onde se pretende manter água salgada, decoração de rochas vivas e animais saudáveis, sejam peixes ou invertebrados ou, melhor ainda, uma combinação de ambos.

O aquário misto, uma verdadeira comunidade que se assemelhe ao ambiente desejado, é o melhor ambiente possível para todos os animais. Os peixes se sentem bem, são menos suscetíveis a doenças, e o equilíbrio dessa comunidade é benéfico a todos os habitantes.

Várias substâncias liberadas na água pelos corais permitem também um ambiente melhor.

Eu mesmo venho experimentando peixes borboleta e anjos em aquário de corais vivos. Às vezes com problemas de predação dos invertebrados, mas às vezes com sucesso.

Para obter água limpa e transparente, não basta apenas a rocha viva. Um bom skimmer resolve, se não todos, ao menos uma boa parte dos problemas.

Mas, antes de colocar o skimmer, devemos planejar;

1– Qual aparelho preciso ?

2 – Onde colocar o aparelho ?

3 – Como fazê-lo funcionar ?

4 – Como mantê-lo limpo e funcionando bem a longo prazo ?


Poderia me estender por muitos tópicos, mas apenas com esses dá para formarmos uma boa idéia de utilização e otimização do skimmer no aquário.

Neste artigo, contrariando todas as expectativas, vou citar marcas e modelos com os quais já tive experiência. No sentido de preservar o mercado, no entanto, não tocarei no assunto tão especulado "qual ou quais os ruins ?". Apenas me reservo o direito de me manter em silêncio sobre o que considero não aceitável.

Antes de iniciar, porém, deixo claro que incentivo a criatividade humana no que toca a aparelhos feitos em casa. Já vi muitos aquários excelentes com, skimmers desse tipo. Apenas que, na maioria das vezes, o proprietário "apanhou" bastante até chegar na configuração definitiva.

Muito bem; vamos aos tópicos.

1 – Qual aparelho preciso ?

Depende do tamanho do aquário.

Para aquários pequenos, existem no mercado os skimmers Berlin Airlift, em dois tamanhos, que suprirão bem até 100 litros de água.

De 100 a 300 litros, uso o Berlin standard ou Hang-On, ou o Tunze modelo 233.

De 300 a 550 litros, Berlin XLG, Tunze 230 ou 240, e ETS 500, ou 700.

De 550 a 1000 litros, dois Tunze 240, ou ETS 1000.

Acima disso, só conheço os ETS. Existem modelos até 20000 litros.

2 – Onde colocar o aparelho ?

Geralmente, inclusive por razões estéticas, é melhor colocar o skimmer no reservatório do aquário, ou sump. Os modelos ETS precisam ser colocados de maneira que a saída de água fique acima da linha d’água do sump, portanto preste bastante atenção na altura disponível debaixo do aquário. Aquários grandes obrigatoriamente precisarão que se coloque o skimmer ao lado, e não debaixo do tanque.

Além da colocação, afeta muito a maneira com que o sump foi construído; minha experiência e a de muitos amigos me diz que quanto mais complicado for o sump, com várias camadas e passagens de água, pior será seu funcionamento e manutenção. Ninguém gosta de limpar um local de difícil acesso, principalmente para tirar melecas e gosmas, portanto um sump que seja apenas uma caixa d’água sem divisões é a melhor solução.

Se o espaço do sump for restrito, pode-se fazer uma divisão, conforme abaixo, para evitar que bolhas se dirijam à bomba e entrem no aquário.

Uma vez colocado para funcionar, é importante fazer com que o skimmer funcione direito, e isso implica colocá-lo num local em que se torne simples a operação de limpá-lo. O mesmo para retirar o copo coletor de sujeira. A limpeza do copo deve ser feita sempre que o tubo interno estiver sujo, pois ao contrário do que se pensa, skimmer funciona melhor quando limpo.

Por causa disso, se o aparelho estiver colocado em local de difícil acesso, é natural que o aquarista tenha preguiça de ficar mexendo nele a cada dois ou três dias para limpar o copo.

A melhor forma, portanto, é por o aparelho para funcionar num sump simples. Quanto mais locais para acúmulo de sujeira, pior.

3 – Como fazê-lo funcionar ?

Para que funcione, o skimmer precisa de uma bomba apropriada, e isso quer dizer que a maioria deles precisa de uma bomba que desenvolva pressão suficiente para vencer a passagem pelo venturi, ou para encher o aparelho de água, quando não for de venturi.

De todas as bombas do mercado, apenas umas poucas servirão a esse propósito. Para os skimmers que já vêm com bomba, o problema está resolvido, mas para a maioria deles, deve-se usar bomba de boa pressão. Apesar de uma série de problemas, as Mag Drive (Supreme) dão bons resultados quando usadas submersas. As melhores, no entanto, são as mais potentes e fabricadas para funcionar fora da água, como Quiet One e Little Giant. Se bem mantidas, apresentam virtualmente nenhum problema, e baixa emissão de ruído por anos a fio. Têm também a vantagem de esquentar menos a água.

O nível da água onde o skimmer fica também é importante, portanto se o sump for pequeno demais para a taxa de evaporação do aquário, fazendo com que o nível de água oscile mais do que uns 3 a 4 centímetros por dia, o funcionamento do skimmer pode ser prejudicado. A pressão exercida na entrada da bomba do skimmer pode mudar bastante com essa oscilação, e por conseqüência, o funcionamento do aparelho.

4 – Como fazê-lo funcionar a longo prazo ?

Skimmer de venturi apresentam a necessidade de limpeza interna periódica, sendo necessário para tal desmontar o aparelho completamente.

Limpezas a cada dois ou três meses são recomendáveis, e o aquarista pode aproveitar a ocasião para desmontar e tirar todo tipo de sujeira e encrustação das paredes do skimmer por onde a água passa. Fazer o aparelho funcionar com água doce e vinagre, numa proporção de 3 litros de água para 1 de vinagre ajuda a tirar as encrustações mais rápido e com menos esforço do aquarista. Um banho desses por duas a três horas resolve o problema.

Após a limpeza, é recomendável deixar o aparelho funcionando apenas em água doce por uma meia hora, e enxaguá-lo com água doce antes de recolocá-lo no aquário.

Tomando esses cuidados, é quase impossível um skimmer não funcionar de maneira apropriada.

É natural que todo skimmer funcione. Eu mesmo já vi simples tubos de plástico produzindo espuma consistente. O problema todo resume-se ao seguinte;

Qualquer skimmer comercial deve ter sido testado pelo fabricante antes de ser colocado no mercado, e isso nos sugere que qualquer mudança nas características do aparelho fará com que ele funcione de maneira imprópria, ou mesmo não indicada pelo fabricante. Eu, particularmente, não gosto de mudanças em projetos de fabricantes. Se o skimmer não funciona bem da maneira sugerida pelo fabricante, mude de skimmer.

Muitos deles, além disso, precisam que se respeite o volume de aquário que suportam. Qualquer skimmer é melhor que nenhum, mas existe um limite. Skimmer de menos pode causar problemas, apenas que demorará mais para que apareçam. Nesse caso, não se deve culpar o aparelho.

Skimmers de pedra porosa, sejam de passagem simples ou contra corrente, são bem fáceis de lidar, mas um pouco complicados de se manter funcionando de forma estável. Geralmente, os que se submergem na água devem ser regulados de acordo com sua altura. Quase todos têm uma linha traçada pelo fabricante, que indica o nível ideal de funcionamento, mas esse linha pode ser ignorada a fim de que se obtenha espuma mais consistente.

No caso desses aparelhos, é fundamental que se use um compressor de ar de boa qualidade, pois sem isso é impossível fazer com que o skimmer funcione bem.

Muito importante, também, é o tipo de energia elétrica que existe à sua disposição. É muito comum ouvir falar de skimmers impossíveis de regular, mesmo quando não se mexe neles. Isso muitas vezes se dá por conta de oscilações no fornecimento de energia elétrica, que fazem as bombas funcionarem de maneira errática. A solução é colocar um estabilizador desses que se usam em computadores.

Espero ter podido ajudar em alguma coisa, pois existe hoje à nossa disposição uma grande variedade de aparelhos excelentes.

Uma última sugestão; não economize na aquisição do skimmer e da bomba que funcionarão em seu aquário. O skimmer é o coração do sistema, e falhas em seu funcionamento prejudicam o aquário, às vezes de maneira irreversível.

http://www.aqua.brz.net

Ricardo Miozzo
Colaborador de Aquarismo Marinho

Pesquisar AJUDA

Selecione esta opção se você deseja que sua pesquisa procure no texto dos itens da AJUDA, assim como nos títulos.

Selecione uma opção aqui para especificar como deseja que sua pesquisa seja tratada. 'Qualquer Palavra' retornará o maior número de possíveis resultados relevantes, enquanto 'Frase Completa' retornará apenas resultados que contenham exatamente aquilo que você pesquisou.