Olá Ricardo.

Eu ja tive 3 Labroides dimidatus e os meus duraram em média 2 a 3 anos cada.
O segredo esta em ve-lo comer na loja, sempre que comprei um na loja pedia ao lojista para lhe dar comida (artémia) o problema da maioria é que só comem parasitas, e quando se tem poucos peixes e pequenos não existe muito alimento e eles acabam por morrer de fome, no meu caso como tenho muitos peixes e grandes nunca me morreram de fome, mas sim por me saltarem do aquario.

Agora banir o comércio do Labroides dimidatus acho de loucos porque não somos nós que mandamos no mercado mas sim quem os apanha na natureza.


Acho este tema parecido com os casos de Chelmon rostratus e Zanclus canescens já falam em banir estes peixes do mercado há anos mas os lojistas continuam a vende-los, porquê?


Para resolver os casos cryto faço mais ou menos o que o Heitor faz, vitaminas e manter os peixes bem alimentados.
Só para terem uma ideia, o meu Pomacanthus imperator que entrou á um ano com 5cm está agora adulto com 20cm, para mim tem resultado e é o segredo do meu sucesso com os peixes, e só comem 1 a 2 vezes por dia dependendo do turno que estou no meu trabalho.
Conheço pessoal que dá comida aos peixes para os manter vivos não para viverem com seres vivos, no meu aquario tem crescimentos como na natureza.


Um abraço Rogério.