Página 2 de 17 PrimeiroPrimeiro 12345612 ... ÚltimoÚltimo
Resultados 26 a 50 de 403

Tópico: Zanclus canescens, cornutus, Kihikiki ou o zigzags

  1. #26
    Lojista Avatar de João Soares
    Data de Ingresso
    09-09-04
    Localização
    Matosinhos
    Idade
    38
    Posts
    144

    Re: Zanclus canescens, cornutus, Kihikiki ou o zigzags

    Ó pedro e umas gravações aí do animal a comer. Anda lá faz-te á vida.
    Abraço
    [url]http://aqua-station.
    Matosinhos
    Portugal
    TEL00351 229 371 972)
    Sales@aqua-station.com

  2. #27
    RF Moderador Avatar de Pedro Nuno Ferreira
    Data de Ingresso
    08-06-06
    Localização
    Vila Nova de Gaia & Aveiro
    Idade
    55
    Posts
    4.228

    Re: Zanclus canescens, cornutus, Kihikiki ou o zigzags

    Citação Postado originalmente por João Soares
    Ó pedro e umas gravações aí do animal a comer. Anda lá faz-te á vida.
    Abraço
    Boa tade João
    Como sabes, e foste o primeiro a saber, a papa que "inventei" deu bons resultados e já tenho três videos que mostram bem como o Zanclus se atira à papa . Neste momento estou de férias e de qualquer modo não estou a conseguir carregar videos no forum (e estes três últimos são bem pequenos. Seja como for logo que possa faço um relatório sobre as evoluções muito interessantes registadas nestes ultimos dias, bem como a descrição da papa que leva esponja na composição.

    Atenciosamente
    Pedro Nuno


    "I may of course, be egregiously wrong; but I cannot persuade myself that a theory which explains several classes of facts can be wholly wrong"...Tradução: É claro que eu posso estar egregiamente errado; mas não me consigo persuadir de que uma teoria que explica várias classes de factos, possa estar completamente errada"...
    Charles Darwin, a Origem das espécies
    Zanclus canescens, cornutus, Kihikiki ou o zigzags
    REEFS MAGAZINE

  3. #28
    RF Moderador Avatar de Pedro Nuno Ferreira
    Data de Ingresso
    08-06-06
    Localização
    Vila Nova de Gaia & Aveiro
    Idade
    55
    Posts
    4.228

    Re: Zanclus canescens, cornutus, Kihikiki ou o zigzags

    Citação Postado originalmente por Rui Damião
    pode-se dar qualquer esponja?
    Boa tarde Rui
    O Zanclus não aceita qualquer esponja, de resto se consultares escritos sobre esponjas, poderás melhor avaliar as inumeras espécies e grandes diferenças que existem entre si.

    Atenciosamente
    Pedro Nuno


    "I may of course, be egregiously wrong; but I cannot persuade myself that a theory which explains several classes of facts can be wholly wrong"...Tradução: É claro que eu posso estar egregiamente errado; mas não me consigo persuadir de que uma teoria que explica várias classes de factos, possa estar completamente errada"...
    Charles Darwin, a Origem das espécies
    Zanclus canescens, cornutus, Kihikiki ou o zigzags
    REEFS MAGAZINE

  4. #29
    Administrator Avatar de Julio Macieira
    Data de Ingresso
    08-09-04
    Localização
    Coimbra
    Idade
    54
    Posts
    6.839

    Re: Zanclus canescens, cornutus, Kihikiki ou o zigzags

    Citação Postado originalmente por Ricardo Santos
    Olá Pedro,
    Experimenta ir a "Galeria" > "Upload photos" > depois onde diz: "Choose a category to upload your images to.", escolhes "videos"...ou entras logo nos "videos" e vais a "Upload photos" na mesma...
    ...aí consegues colocar videos, mas não sei é se 9MB dá...experimenta.
    Depois se der, diz-me que eu coloco aqui o video, ou o link, pois pode caregar muito a abrir o tópico.
    Olá Ricardo

    Um utilizador comum não tem permissão para anexar videos desse tamanho.

    Pedro

    Podes utilizar o meu email jucamacieira@gmail.com que eu terei todo o gosto (e interesse) em aloja-lo.

    Postreiormente coloca-lo-ei neste tópico que com muito interesse estou a seguir.

    Parabens aos intrevenientes
    Um abraço

    Julio Macieira



    Visita o Meu Aquário ***RED SEA 2007***


  5. #30
    RF Moderador Avatar de Pedro Nuno Ferreira
    Data de Ingresso
    08-06-06
    Localização
    Vila Nova de Gaia & Aveiro
    Idade
    55
    Posts
    4.228

    Re: Zanclus canescens, cornutus, Kihikiki ou o zigzags

    Citação Postado originalmente por Julio Macieira
    Olá Ricardo

    Um utilizador comum não tem permissão para anexar videos desse tamanho.

    Pedro

    Podes utilizar o meu email jucamacieira@gmail.com que eu terei todo o gosto (e interesse) em aloja-lo.

    Postreiormente coloca-lo-ei neste tópico que com muito interesse estou a seguir.

    Parabens aos intrevenientes
    Boa noite Julio
    Obrigado pela ajuda e interesse. Aproveito também para agradecer ao Luis Delgado, ao Ricardo, ao João Magano, ao João Monteiro as tentativas que fizeram para me ajudar neste aspecto de colocar os videos. Acabei de enviar dois videos que são de ambito geral, pelo que como expliquei nos e-mails, são para figurar simultaneamente na disposição do meu aquário e no tópico do Zanclus, sendo que neste último mostram a interacção do Zanclus e os demais peixes naquela data, uma interacção que entretanto evoluiu ao ponto de que o Zanclus já disputa "mano a mano" a comida e está perfeitamente integrado com os demais. Amanhã envio os 3 ou 4 videos que ilustram esta situação e que agradeço sejam anexados a este tópico do Zanclus no post que amanhã vou colocar para explicar as ultimas evoluções, a papa genérica, etc...

    Atenciosamente
    Pedro Nuno


    "I may of course, be egregiously wrong; but I cannot persuade myself that a theory which explains several classes of facts can be wholly wrong"...Tradução: É claro que eu posso estar egregiamente errado; mas não me consigo persuadir de que uma teoria que explica várias classes de factos, possa estar completamente errada"...
    Charles Darwin, a Origem das espécies
    Zanclus canescens, cornutus, Kihikiki ou o zigzags
    REEFS MAGAZINE

  6. #31
    Administrator Avatar de Julio Macieira
    Data de Ingresso
    08-09-04
    Localização
    Coimbra
    Idade
    54
    Posts
    6.839

    Re: Zanclus canescens, cornutus, Kihikiki ou o zigzags

    Olá Pedro


    Ficam aqui os links para os 2 videos:

    http://www.reefforum.net/anexos/Aqua...06_ZANCLUS.MOV

    http://www.reefforum.net/anexos/PICT0036.MOV

    Seria mais rápido se podessemos converter o ficheiro em WMV, mas não tenho converssor para isso
    Um abraço

    Julio Macieira



    Visita o Meu Aquário ***RED SEA 2007***


  7. #32
    RF Moderador Avatar de Pedro Nuno Ferreira
    Data de Ingresso
    08-06-06
    Localização
    Vila Nova de Gaia & Aveiro
    Idade
    55
    Posts
    4.228

    Re: Zanclus canescens, cornutus, Kihikiki ou o zigzags

    Citação Postado originalmente por Julio Macieira
    Olá Pedro


    Ficam aqui os links para os 2 videos:

    http://www.reefforum.net/anexos/Aqua...06_ZANCLUS.MOV

    http://www.reefforum.net/anexos/PICT0036.MOV

    Seria mais rápido se podessemos converter o ficheiro em WMV, mas não tenho converssor para isso
    Boa tarde Julio
    Obrigado pela ajuda. Relativamente ao conversor, arranjei um que estou a experimentar. Se gostar obtenho a versão completa e depois informo-te.
    Acabei de enviar por e-mail dois videos que mostram o Zanclus a comer. Agredeço que sejam anexados a este post. Obrigado.


    Antes de dar a papa genérica, o Zanclus recebia algas da ocean nutrition, principlamente a vermelha de que gostava particularmente, talvez porque é a mais macia. Cortava as folhas em pequenos pedaços, que molhava préviamente na água do aquário e assim macerava ligeiramente entre os dedos, mergulhando-os em seguida e o Zanclus lá ia comendo. Durante todo este tempo o Zanclus foi-se integrando cada vez mais com o demais peixes e passou a disputar-lhes a comida, embora com dificuldade dado não conseguir cortar tão bem pedaços de alga como os outros peixes. Essa confiança foi evoluindo mais e mais e a partir do momento em que começei a dar a papa, o Zanclus passou a disputar "mano a mano" a alimentação, como mostram os videos.

    As evoluções registadas nos últimos dias:

    Elaborei uma papa genérica que leva a esponja da nossa costa na composição e que foi muito bem aceite pelo Zanclus bem como pelos demais peixes, o que era de esperar dado ser como escrevi, uma papa genérica. Nos próximos dias vou preparar mais duas papas, sendo que uma delas será muito específica, essencialmente composta por esponja.

    Composição da papa actualmente dada :

    Alga vermelha da Ocean Nutrition - 1/5 de folha (+/-)
    Mysys congelado - 1 cubo
    Esponja da nossa costa - 1 pedaço de volume identico ao cubo de mysys
    Imunivit da Tropic Marin - 1 colher
    Cyclop-eeze - 1 colher de chá raza
    Zoecon - 2 gotas
    Duas medidas de água (+/-) - Duas tampas de garrafa de água mineral de mesa.
    Farinha de trigo 55 S sem levedantes - Quanto baste para dar consistencia tipo "pasta de figado" à papa.

    Futuramente penso substituir a farinha de trigo por farinha de peixe.

    Para picar optei por uma faca, mas a picadora serve muito bem e é mais rapida.

    Comecei por picar as Mysys, após o que piquei a esponja e em seguida a alga, adicionando as duas medidas de água para facilitar a tarefa.
    Depois de picados estes três ingredientes, envolvi-os entre si e adicionei o Imunivit e o Cyclopeeze, envolvendo tudo novamente. Em seguida e depois de ter já uma mistura homogenea, fui adicionando e envolvendo com a farinha até atingir a consistencia pretendida.
    A papa fica macia e adere à colher, não se libertando na água quando a colher é mergulhada. Os aspectos macio e aderencia à colher são muito importantes. O primeiro porque o Zanclus necessita de comida macia/mole para a poder ingerir dado que a sua boca não lhe permite de outro modo
    A aderencia à colher é importante para assegurar que a maior parte da comida é de facto ingerida e não se espalha por todo o lado!

    As fotografias não estão muito nitidas (se calhar foi efeito remanescente por estar ali a picar e saiu tremido) mas dá para perceber.









    Relativamente à esponja que o contacto Americano dá e que cresce nos postes de madeira das docas flutuantes em Nova York, recebi autorização para exibir aqui. Segundo a explicação dada por essas pessoa, a esponja vermelha não é aceite pelo Zanclus, mas a laranja....


    Esponja vermelha não aceite pelo Zanclus do Paul


    Esponja laranja aceite pelo Zanclus do Paul
    Vou preparar as fotografias e volto a editar o post para as anexar. Ora aqui vai (ver acima)

    http://www.reefforum.net/photopost/d...4/PICT0345.MOV

    http://www.reefforum.net/photopost/d...4/PICT0349.MOV

    Atenciosamente
    Pedro Nuno
    Última edição por Julio Macieira; 02-09-06 às 22:46. Razão: Inserção de videos


    "I may of course, be egregiously wrong; but I cannot persuade myself that a theory which explains several classes of facts can be wholly wrong"...Tradução: É claro que eu posso estar egregiamente errado; mas não me consigo persuadir de que uma teoria que explica várias classes de factos, possa estar completamente errada"...
    Charles Darwin, a Origem das espécies
    Zanclus canescens, cornutus, Kihikiki ou o zigzags
    REEFS MAGAZINE

  8. #33
    Convidado de RF
    Data de Ingresso
    20-10-04
    Localização
    Lisboa/Faro
    Idade
    50
    Posts
    2.553

    Re: Zanclus canescens, cornutus, Kihikiki ou o zigzags

    Estou a sofrer forte "pressão caseira" para (finalmente) ter um Zanclus... forte pressão...
    Se se junta a fome com a vontade de comer...lá se vai a razão...
    Abraços
    João M Monteiro



  9. #34
    Membro Identificado Avatar de Paulo Serrano
    Data de Ingresso
    23-09-04
    Localização
    Leiria
    Idade
    49
    Posts
    448

    Re: Zanclus canescens, cornutus, Kihikiki ou o zigzags

    Olá Pedro
    Será que é possivel arranjares-me um bocadinho para eu quando for mergulhar tentar arranjar a tal esponja pois eu sou um bocado daltónico e pelas fotos parece-me castanha a esponja.
    Obrigado
    Um abraço

  10. #35
    RF Moderador Avatar de Pedro Nuno Ferreira
    Data de Ingresso
    08-06-06
    Localização
    Vila Nova de Gaia & Aveiro
    Idade
    55
    Posts
    4.228

    Re: Zanclus canescens, cornutus, Kihikiki ou o zigzags

    Citação Postado originalmente por João M Monteiro
    Estou a sofrer forte "pressão caseira" para (finalmente) ter um Zanclus... forte pressão...
    Se se junta a fome com a vontade de comer...lá se vai a razão...
    Boa tarde João
    Compreendo essa "pressão", e antes de mais, se não for maçada ou incoveniente, pedia-te a gentileza de me dizeres o seguinte:

    Podias me dizer que peixes albergas neste momento?
    Que alimentação lhes dás e como dás?

    Ontém estive a recolher mais esponja e desta vez encontrei mais sitios porque a maré estava mesmo vaza (100% baixa-mar), por isso vou avançar para a papa específica que será essencialmente composta por esponja. Vamos ver no que dá.

    Atenciosamente
    Pedro Nuno


    "I may of course, be egregiously wrong; but I cannot persuade myself that a theory which explains several classes of facts can be wholly wrong"...Tradução: É claro que eu posso estar egregiamente errado; mas não me consigo persuadir de que uma teoria que explica várias classes de factos, possa estar completamente errada"...
    Charles Darwin, a Origem das espécies
    Zanclus canescens, cornutus, Kihikiki ou o zigzags
    REEFS MAGAZINE

  11. #36
    Equipa RF Avatar de Roberto Pacheco
    Data de Ingresso
    10-09-04
    Localização
    USA
    Posts
    2.634

    Re: Zanclus canescens, cornutus, Kihikiki ou o zigzags

    Citação Postado originalmente por João M Monteiro
    Estou a sofrer forte "pressão caseira" para (finalmente) ter um Zanclus... forte pressão...
    Se se junta a fome com a vontade de comer...lá se vai a razão...
    Tens que resistir João, "don't give in to the darkside"
    Alem de esponja a sua dieta inclui Tunicates e infauna por isso seria bom ter um DSB bem maduro antes de tentar manter-lo.

    Nota aqui um pouco mais info:

    The Moorish Idol has the notoriety of being a difficult fish to keep, and rightly so. It is an extremely sensitive fish to care for when it comes to feeding and water quality. The general consensus amongst most aquarists is that it should not be kept in an aquarium, but despite this it is still quite desired and sought after.
    From our experiences of collecting and keeping this fish for 10 years, in our opinion the most critical factor of keeping a Moorish Idol pertains to feeding. Because it is a thin fish to start with, it can become emaciated quickly if it does not eat, and once it loses its appetite it is next to impossible to get it to eat again.

    We feel that the main key to success for keeping this fish starts with the collector. If a collector does not take the time to immediately feed it, its health begins to decline from the get go. We had great success with our Idols because we always began feeding them vitamin enhanced flake foods, dried or fresh/frozen shrimp, and nori the next day following collection. We would continue to feed them daily up until two days before shipping them to our customers, packing them in oversized bags, to provide them with an ample oxygen supply and plenty of water (treated with our packing water secret sauce) for coverage and room to move around. From the attention that we would give them while in our care and during the shipping process, upon arriving at their destination, our customers would tell us that they had begun eating within a day or two, and often within hours of acclimation into their systems.

    In regards to the second most important factor in keeping this fish, water quality, the Moorish Idol is very sensitive to the slightest increase in ammonia levels and changes in pH. Taking both the time to properly acclimate this fish into an aquarium, and follow regular aquarium maintenance routines to ensure good environmental conditions are of the utmost importance to its survival....

    ... The Moorish Idol is an omnivore. Its preferred food sources are sponge, small crustacean and invertebrate life, and some marine algae. The Moorish Idol is a grazer and spends its day cruising and picking. Sometimes an individual may nip at large polyped stony corals and some types of soft coral polyps.
    This fish should be fed several times a day, with a varied diet of finely chopped dried, fresh or frozen meaty fares such as shrimp, squid, clams, and live mysid shrimp or vitamin enriched brine shrimp, as well as vegetable matter suitable for herbivores. Because sponge is one of this fish's main natural food sources, provide prepared fares that include sponge in them.

    In captivity we know that juveniles adapt much more quickly to eating tank fed fares than adult specimens do, as is with most fish. This makes the choice of a juvenile more desirable, but if you can find an adult specimen that is fat and sassy and already eating well before you buy it, the outlook for success is favorable. Providing a difficult feeder with an ample supply of live rock with a good growth of coraline algae and sponge growth can help it to survive captivity.
    http://saltaquarium.about.com/librar...101397Idol.htm



    Tens ai uma papa interessante Pedro parece-me que vais achar o segredo
    Última edição por Roberto Pacheco; 04-09-06 às 16:03.
    "I seem to have been only like a boy playing on the seashore, and diverting myself in now and then finding a smoother pebble or a prettier shell than ordinary, whilst the great ocean of truth lay all undiscovered before me." Sir Isaac Newton


  12. #37
    Convidado de RF
    Data de Ingresso
    20-10-04
    Localização
    Lisboa/Faro
    Idade
    50
    Posts
    2.553

    Re: Zanclus canescens, cornutus, Kihikiki ou o zigzags

    Pedro,

    Então é assim:

    A) Peixes no aquário (que tem cerca de 750 lts+ refúgio de 100 lts + 150 lts utilizados na sump - que é de 270 lts)):

    - 4 Pseudanthias squamipinnis (no Aq. desde Agosto 06, após quarentena);
    - 1 Zebrassoma flavescens (desde Set. 03);
    - 1 Centropyge loriculus (desde Set. 04);
    - 1 Premnas biaculeatus (desde Jun. 03);
    - 1 Crysiptera parasema (desde Mai 03).

    B) Peixes em quarentena

    11 Apogon leptacanthus (só devem entrar no aquário em meados de Outubro)

    C) Peixes a adquirir no futuro

    - 2 cirurgiões (ainda a definir)
    - 1 anjo, dos grandes (a definir)
    - talvez 1 "leopard wrasse" (provavelmente o M. bipartitus).

    Carga orgânica elevada no futuro, como se vê. Mas gosto de reefs bem povoados, com muitos peixes pequenos e poucos grandes. Acho isso benéfico para o sistema

    É evidente que, se vier/viesse a entrar o Zanclus, será a próxima aquisição (após entrarem e se estabelecerem os Apogons), para melhor se ambientar, e terei que prescindir de 1 dos cirurgiões. O único residente mais problemático é capaz de ser o zebrassoma.


    Quanto a alimentação.
    Neste momento, como estou a trabalhar no Algarve, não sou eu que os alimento durante a semana, mas o aquário está bem entregue (daí haver forte legitimidade para a "pressão", se me faço entender...)
    De qualquer forma, a alimentação vai variando bastante. Neste momento, tenho em stock:
    - Omega one, Cyclo eeze, Mysys, Gamma, Sea Weggis, Artémia, "Vegetarian diet", Plancton vermelho (e penso que mais um ou dois dos congelados que não me recordo) e ameijoa. Estou momentaneamente sem nori.


    Editado: Tínha-me esquecido de uma coisa: alimento granulado/flocos 2xdia (com alimentador automático) + congelado uma vez
    Última edição por João M Monteiro; 04-09-06 às 15:51.
    Abraços
    João M Monteiro



  13. #38
    Convidado de RF
    Data de Ingresso
    20-10-04
    Localização
    Lisboa/Faro
    Idade
    50
    Posts
    2.553

    Re: Zanclus canescens, cornutus, Kihikiki ou o zigzags

    Bem sei, Roberto, bem sei...
    Mas ando a ser racional - no que a este peixe respeita - desde finais de 1990...
    Abraços
    João M Monteiro



  14. #39
    RF Moderador Avatar de Pedro Nuno Ferreira
    Data de Ingresso
    08-06-06
    Localização
    Vila Nova de Gaia & Aveiro
    Idade
    55
    Posts
    4.228

    Re: Zanclus canescens, cornutus, Kihikiki ou o zigzags

    Citação Postado originalmente por Paulo Serrano
    Olá Pedro
    Será que é possivel arranjares-me um bocadinho para eu quando for mergulhar tentar arranjar a tal esponja pois eu sou um bocado daltónico e pelas fotos parece-me castanha a esponja.
    Obrigado
    Um abraço
    Boa tarde Paulo
    Vou tentar. Talvez levar um pedaço para o evento, mas tenho de ver como a manter congelada, ou então terei de ir novamente à praia na sexta-feira dia 8, recolher um pedaço, colocá-lo na sump, e levar para o CCB assim fresco no dia seguinte. Como disse vou ver se consigo. De qualquer modo a esponja em causa apresenta-se com cor laranja vivo, cinzento ou um misto de ambos. Normalmente o cinzento é derivado a particulas de rocha/areia misturadas nos tecidos da esponja. A cor habitual é laranja vivo ou amarelo torrado.
    Ocorre em pequenas re-entrancias da rocha, fendas, expostas ou não ao sol e ao lado de mexilhões, algas calcárias, cracas (inclusive da primeira amostra que recolhi, ao limpar retirei uma craca (Balanus perforatus) que nem se via por estar coberta pelo tecido da esponja).
    Ocorre nas zonas do eulitoral médio ou inferior que ficam muitas vezes expostas na maré vaza (baixa mar) durante várias horas. A esponja é macia e retira-se muito bem com uma faca. Como existem duas espécies a Halicondria paniceia apresenta um aspecto de codêa de pão (daí o nome se não estou em erro) enquanto que a Hymeniacidon sanguinea tem um aspecto da codêa de pão de ló (ver paginas 118, 137, 180 do livro Aguda Entre as Marés - Mike Weber - ISBN 972-36-0432-9 Edições Afrontamento - Estação Litoral da Aguda e o guia de campo da ELA) O buzio Nucella lapillus alimenta-se dessa esponja (pag 180). Vou tirar fotografias aos pedaços que tenho no congelador e amanhã coloco aqui para ajudar a elucidar melhor.
    Certas ocorrencias não compensam porque ou são demasiado pequenas ou demasiado finas para dar rendimento, e nesse caso mais vale deixar estar como está para que se desenvolva. Importa também nunca retirar tudo de um dado local, para que volte a crescer (que foi o caso do primeiro sitio onde recolhi)
    Como fazes mergulho, penso que as tuas possibilidades são muito maiores e melhores, pois deverás ter acesso a ocorrencias desta esponja mais significativas. Se assim for e se puderes, fotografa para que todos possam ver outras imagens.
    Em alguns casos é necessário limpar a esponja para lhe retirar pedrinhas, pedacinhos de concha, etc...que se limpa bem pois "descola" tudo do tecido da esponja com facilidade.

    Como poderás já ter compreendido e o João também assim como as demais pessoas interessadas, a esponja que estou a dar, está "mascarada" no meio de uma papa genérica. Vou agora tentar a específica e ver como reage o Zanclus. Penso que um dos elementos que o Zanclus retira desta esponja, será o colagénio que arma os tecidos da mesma e constitui o seu esqueleto, mas isto sem que ainda tenha estudado o assunto a fundo, é apenas uma ideia que tenho. De qualquer modo estou a reunir dados e a estudar para entender. Tenho um mapa da distribuição mundial dos Zanclus e agora pretendo estudar que espécies de esponjas vivem nessas areas, o que se calhar vai ser complicado dada a grande diversidade e numero de espécies existentes, mas talvez permita compreender melhor o que vive nos habitats desta espécie.

    Atenciosamente
    Pedro Nuno


    "I may of course, be egregiously wrong; but I cannot persuade myself that a theory which explains several classes of facts can be wholly wrong"...Tradução: É claro que eu posso estar egregiamente errado; mas não me consigo persuadir de que uma teoria que explica várias classes de factos, possa estar completamente errada"...
    Charles Darwin, a Origem das espécies
    Zanclus canescens, cornutus, Kihikiki ou o zigzags
    REEFS MAGAZINE

  15. #40
    Convidado de RF
    Data de Ingresso
    20-10-04
    Localização
    Lisboa/Faro
    Idade
    50
    Posts
    2.553

    Re: Zanclus canescens, cornutus, Kihikiki ou o zigzags

    Está a nascer aqui um especialista (mundial) em Zanclus. Força Pedro !
    Abraços
    João M Monteiro



  16. #41
    RF Moderador Avatar de Pedro Nuno Ferreira
    Data de Ingresso
    08-06-06
    Localização
    Vila Nova de Gaia & Aveiro
    Idade
    55
    Posts
    4.228

    Re: Zanclus canescens, cornutus, Kihikiki ou o zigzags

    Citação Postado originalmente por Roberto Pacheco
    Tens que resistir João, "don't give in to the darkside"
    Alem de esponja a sua dieta inclui Tunicates e infauna por isso seria bom ter um DSB bem maduro antes de tentar manter-lo.

    Nota aqui um pouco mais info:



    http://saltaquarium.about.com/librar...101397Idol.htm



    Tens ai uma papa interessante Pedro parece-me que vais achar o segredo
    Obrigado pela sujestão que deste ao João, razão pela qual lhe perguntei o que perguntei, já para ver como melhor o ajudar e elucidar para que ele (e outros) tenha as melhores possibilidades de sucesso.
    Obrigado pela informação que nos proporcionaste e já agora esse secret water sauce, é pena que seja segredo, porque se não fosse talvez fizesse a diferença para mais evoluir, mas enfim ...business as usual gentelmen...(e não fui eu que disse isto, foi alguém famoso há cerca de 92 de anos e muito negócio se fez enquanto milhões morriam na frente ocidental...a combater pelo...????....business de alguém...que não estava lá obviamente)
    Quanto à papa, obrigado pelo encorajamento, mas "a lot remains to be seen and experimented..." (muito ainda resta para ser visto e experimentado...). De qualquer modo por algum lado temos de começar e se o "bicho" come esponja, então dámos-lhe esponja...come tunicados, também os arranjaremos ou não, etc... não quero é ficar parado à espera que alguém resolva. May The Force Be With Me, with us all, above all for and with the Zanclus.

    Atenciosamente
    Pedro Nuno


    "I may of course, be egregiously wrong; but I cannot persuade myself that a theory which explains several classes of facts can be wholly wrong"...Tradução: É claro que eu posso estar egregiamente errado; mas não me consigo persuadir de que uma teoria que explica várias classes de factos, possa estar completamente errada"...
    Charles Darwin, a Origem das espécies
    Zanclus canescens, cornutus, Kihikiki ou o zigzags
    REEFS MAGAZINE

  17. #42
    Lojista Avatar de Gil Miguel
    Data de Ingresso
    10-09-04
    Localização
    Charneca da Caparica
    Idade
    40
    Posts
    2.829

    Re: Zanclus canescens, cornutus, Kihikiki ou o zigzags

    Boas Pedro

    Parabens pelo espirito e disposição para descobrir algo mais sobre estes peixes. De facto, sendo considerados os mais complicados de manter em cativeiro, qualquer descoberta ajuda.

    No video o Zanclus parece bastante gordo, espero que assim continue!

    Apenas um aparte, as esponjas sao conhecidas por serem altamente poluentes nos aquários quando morrem, não tens receio do desiquilibrio que isso possa provocar? como é que doseias este alimento para que apenas ele o consuma (os outros peixes nao tocam nesta comida?)e não haja grande desperdicio ?
    www.reefcenter.vstore.ca
    There are no facts, only interpretations.
    Friedrich Nietzsche (1844 - 1900)

  18. #43
    RF Moderador Avatar de Pedro Nuno Ferreira
    Data de Ingresso
    08-06-06
    Localização
    Vila Nova de Gaia & Aveiro
    Idade
    55
    Posts
    4.228

    Re: Zanclus canescens, cornutus, Kihikiki ou o zigzags

    Citação Postado originalmente por Gil Miguel
    Boas Pedro

    Parabens pelo espirito e disposição para descobrir algo mais sobre estes peixes. De facto, sendo considerados os mais complicados de manter em cativeiro, qualquer descoberta ajuda.

    No video o Zanclus parece bastante gordo, espero que assim continue!

    Apenas um aparte, as esponjas sao conhecidas por serem altamente poluentes nos aquários quando morrem, não tens receio do desiquilibrio que isso possa provocar? como é que doseias este alimento para que apenas ele o consuma (os outros peixes nao tocam nesta comida?)e não haja grande desperdicio ?
    ~

    Boa tarde Gil
    Obrigado pela referencia ao espirito e disposição, de resto tu és um bom exemplo disso e fazes por isso a diferença (e já agora...não resisto...como vai a Hydnophora mamã...o frag está lindo e continuo a sonhar com a peça mãe...)

    Tens toda a razão relativamente às esponjas e sua toxicidade, porém neste caso a quantidade é diminuta e é ingerida como alimento e não sei se é toxica, porque a ser o buzio Nucella lapillus que vive na nossa costa e em alguns sitios é usado para fazer petiscos que as pessoas gostam de comer com cerveja , poderia ou pode ser tóxico, ainda estou a estudar. A esponja em causa não vive no aquário, embora este tenha outras esponjas incrustantes que vieram na RV e por trás de alguns corais que lá coloquei. Nesses casos, a cubicagem do aquário e caixa depuradora (=sump) e volume processado, serão suficientemente amplos para mitigar qualquer problema com essas esponjas, daí que nesse aspecto esteja tranquílo.
    Quanto ao doseamento do alimento, pois de momento está "mascarado" numa papa genérica, ou seja, o Zanclus ingere-o e os outros peixes também, mas podem não se aperceber. Otém procedi a recolha de mais esponja (e tenho as pernas todas doridas e doem-me as plantas dos pés, apesar de usar calçado de borracha específico para esse efeito, mas foram três horas magnificas na praia rochosa) e assim tenho lá bastante esponja congelada, com a qual, parte dela, vou então experimentar uma papa específica e vamos lá ver como resulta. Também aperfeicoei a técnica de alimentar, e assim se eu quizer, práticamente só o Zanclus tem acesso à comida, é tudo uma questão de deixar os outros peixes se distrairem e mergulhar a colher, porque o Zanclus, esse, anda sempre por ali e chega quase sempre lá primeiro, comendo logo o que me permite retirar a colher quando os outros se aporoximam (+/-). De qualquer modo e sendo esponja, provávelmente os outros peixes vão provar e mostrar desisteresse. Vamos lá ver o que vou "cozinhar" e como vai funcionar.
    Quanto ao desperdicio, estamos a falar de duas colheres de café por dia e como salientei, a papa é bastante consistente para que fique agarrada à colher e não se espalhe. De resto quando cai um pedaço (o que é raro, só mesmo se se atropelarem uns aos outros com a gula), se não for logo ingerido, não se desagrega, ficando assim até ser recolhido. Os dois escumadores são uma ajuda preciosa não só neste caso como no dia a dia geral.

    Mais uma vez obrigado Gil e dá noticias da Hydnophora.

    Atenciosamente
    Pedro Nuno


    "I may of course, be egregiously wrong; but I cannot persuade myself that a theory which explains several classes of facts can be wholly wrong"...Tradução: É claro que eu posso estar egregiamente errado; mas não me consigo persuadir de que uma teoria que explica várias classes de factos, possa estar completamente errada"...
    Charles Darwin, a Origem das espécies
    Zanclus canescens, cornutus, Kihikiki ou o zigzags
    REEFS MAGAZINE

  19. #44
    Lojista Avatar de Gil Miguel
    Data de Ingresso
    10-09-04
    Localização
    Charneca da Caparica
    Idade
    40
    Posts
    2.829

    Re: Zanclus canescens, cornutus, Kihikiki ou o zigzags

    Boas Pedro

    Obrigado pelos elogios.

    A Hydnophora de momento está "ligeiramente" retalhada e a recuperar . Daqui a 2 ou 3 meses estará igual, e ai se ainda quiseres ficas com ela eu fico com um frag dela para mim.

    Voltando á questão da esponja, achas que poderá ser compensatório tentar a reprodução, ou pelo menos Crescimento / cultura dessa esponja em cativeiro, num pequeno aquario mantido a uma temperatura razoavelmente baixa? Será viável?

    Se colocares a esponja directamente no aquário ainda viva, ele "ataca-a" de imediato ?

    Sendo já um excelente começo e pela experiencia que estás a desenvolver, achas que uma espécie de esponja poderá ser nutricionalmente suficiente para ele ter uma dieta equilibrada, isto é, tirando todas as outras comidas complementares, achas que ele pode aguentar-se e desenvolver-se apenas com um tipo de esponja na dieta?

    Desculpa lá as perguntas chatas e algumas á " Velho do Restelo " mas é bom colocar todas as hipoteses
    www.reefcenter.vstore.ca
    There are no facts, only interpretations.
    Friedrich Nietzsche (1844 - 1900)

  20. #45
    RF Moderador Avatar de Pedro Nuno Ferreira
    Data de Ingresso
    08-06-06
    Localização
    Vila Nova de Gaia & Aveiro
    Idade
    55
    Posts
    4.228

    Re: Zanclus canescens, cornutus, Kihikiki ou o zigzags

    [quote=Gil Miguel]Boas Pedro

    Obrigado pelos elogios.

    A Hydnophora de momento está "ligeiramente" retalhada e a recuperar . Daqui a 2 ou 3 meses estará igual, e ai se ainda quiseres ficas com ela eu fico com um frag dela para mim.
    Boa noite Gil - Relativamente à Hydnophora fica combinado. Fico com ela! dentro de 2 ou 3 meses! Yeeesss

    Voltando á questão da esponja, achas que poderá ser compensatório tentar a reprodução, ou pelo menos Crescimento / cultura dessa esponja em cativeiro, num pequeno aquario mantido a uma temperatura razoavelmente baixa? Será viável?
    Penso que sim. Em 1999, Julho mais concretamente, fiz um artigo de 4 páginas A4 sobre a Estação Litoral da Aguda que foi publicado numa reista sobre animais e para o qual entrevistei o Mike Weber que muito solicitamente me respondeu a tudo, fez uma visita guiada e explicou-me em detalhe o esquema de funcionamento do complexo de Aquários que justamente começam na zona intertidal e à medida que fazemos o percurso, terminam na zona pelágica passando em seguida para águas salobras tipicas de foz ou estuário de rio e águas doces. Na altura os aquários tinham pouquissimo tempo de funcionamento e a fauna e flora do nosso litoral (Praia da Aguda) ainda se estava a instalar, pelo que agora já deverá ter mais animais incrustantes do que o que tinha na altura. Como fiquei de lá ir para fotografar alguma da nossa fauna e flora marinhas para o Eduardo Mahyra, e mesmo também quero la ir, vou ver como está. Se puder e o Mike Weber aceitar falar comigo, abordo o tema. De qualquer modo, o aquário deverá ser de águas temperadas com os parâmetros a elas relativos.

    Se colocares a esponja directamente no aquário ainda viva, ele "ataca-a" de imediato ?
    Assim fiz. Coloquei um pedaço que espetei contra umas láminas de coral e o Zanclus andou a mordiscá-lo. Passado algum tempo vi que faltavam pedaços, mas não sei se foi ele porque entretanto tive que me ausentar e não pude ficar a vigiar. Vou experimentar de novo mas pela consistencia da esponja, não sei se o Zanclus conseguirá arrancar pedaços. A ver vamos.

    Sendo já um excelente começo e pela experiencia que estás a desenvolver, achas que uma espécie de esponja poderá ser nutricionalmente suficiente para ele ter uma dieta equilibrada, isto é, tirando todas as outras comidas complementares, achas que ele pode aguentar-se e desenvolver-se apenas com um tipo de esponja na dieta?
    Penso que não. Do pouco que conheço das esponjas e também pelos relatos de pessoas que mais de perto terão estudado o assunto da alimentação do Zanclus (vê por exemplo o relato/citação que o Roberto mais acima nos deu), será parte da dieta. As tartarugas marinhas, uma espécie pelo menos, conseguem comer esponjas cujo esqueleto é formado por silicatos, ou seja, é um pouco como se estivesem a comer vidro e daí extraem nutrientes mas não vivem só disso.

    Desculpa lá as perguntas chatas e algumas á " Velho do Restelo " mas é bom colocar todas as hipoteses
    Não tens que pedir descupa e seguramente "Velho do Restelo" tenho a certeza de que não és. Coloca todas as perguntas que entenderes relevantes, por muito estranhas que te possam parecer, porque daí podem surgir mais dados, aspectos em que não tinhamos pensado, é como um Brain Storming (Tradução literal=Tempestade cerebral) que equivale a dizer tempestade de ideias/sugestões que estimulam a busca e encontro das respostas/soluções (ups...isto não é gestão pela Qualidade...)

    Atenciosamente
    Pedro Nuno
    ___________________
    nota de moderação: editei para melhor assinalar as citações, facilitando a leitura
    João M Monteiro
    Última edição por João M Monteiro; 05-09-06 às 10:25.


    "I may of course, be egregiously wrong; but I cannot persuade myself that a theory which explains several classes of facts can be wholly wrong"...Tradução: É claro que eu posso estar egregiamente errado; mas não me consigo persuadir de que uma teoria que explica várias classes de factos, possa estar completamente errada"...
    Charles Darwin, a Origem das espécies
    Zanclus canescens, cornutus, Kihikiki ou o zigzags
    REEFS MAGAZINE

  21. #46
    RF Moderador Avatar de Pedro Nuno Ferreira
    Data de Ingresso
    08-06-06
    Localização
    Vila Nova de Gaia & Aveiro
    Idade
    55
    Posts
    4.228

    Re: Zanclus canescens, cornutus, Kihikiki ou o zigzags

    Citação Postado originalmente por Paulo Serrano
    Olá Pedro
    Será que é possivel arranjares-me um bocadinho para eu quando for mergulhar tentar arranjar a tal esponja pois eu sou um bocado daltónico e pelas fotos parece-me castanha a esponja.
    Obrigado
    Um abraço
    Boa tarde Paulo
    Aqui vão algumas imagens da esponja antes de a picar para preparar a papa. Da próxima vez que for recolher mais, fotografo os sitios onde ocorre e como ocorre.






    (Ontém falei que uma das espécies parecia côdea de pão de ló, bem muda antes para bolinho de cenoura )
    Atenciosamente
    Pedro Nuno


    "I may of course, be egregiously wrong; but I cannot persuade myself that a theory which explains several classes of facts can be wholly wrong"...Tradução: É claro que eu posso estar egregiamente errado; mas não me consigo persuadir de que uma teoria que explica várias classes de factos, possa estar completamente errada"...
    Charles Darwin, a Origem das espécies
    Zanclus canescens, cornutus, Kihikiki ou o zigzags
    REEFS MAGAZINE

  22. #47
    RF Moderador Avatar de Pedro Nuno Ferreira
    Data de Ingresso
    08-06-06
    Localização
    Vila Nova de Gaia & Aveiro
    Idade
    55
    Posts
    4.228

    Re: Zanclus canescens, cornutus, Kihikiki ou o zigzags

    Citação Postado originalmente por João M Monteiro
    Pedro,

    Então é assim:

    A) Peixes no aquário (que tem cerca de 750 lts+ refúgio de 100 lts + 150 lts utilizados na sump - que é de 270 lts)):

    - 4 Pseudanthias squamipinnis (no Aq. desde Agosto 06, após quarentena);
    - 1 Zebrassoma flavescens (desde Set. 03);
    - 1 Centropyge loriculus (desde Set. 04);
    - 1 Premnas biaculeatus (desde Jun. 03);
    - 1 Crysiptera parasema (desde Mai 03).

    B) Peixes em quarentena

    11 Apogon leptacanthus (só devem entrar no aquário em meados de Outubro)

    C) Peixes a adquirir no futuro

    - 2 cirurgiões (ainda a definir)
    - 1 anjo, dos grandes (a definir)
    - talvez 1 "leopard wrasse" (provavelmente o M. bipartitus).

    Carga orgânica elevada no futuro, como se vê. Mas gosto de reefs bem povoados, com muitos peixes pequenos e poucos grandes. Acho isso benéfico para o sistema

    É evidente que, se vier/viesse a entrar o Zanclus, será a próxima aquisição (após entrarem e se estabelecerem os Apogons), para melhor se ambientar, e terei que prescindir de 1 dos cirurgiões. O único residente mais problemático é capaz de ser o zebrassoma.


    Quanto a alimentação.
    Neste momento, como estou a trabalhar no Algarve, não sou eu que os alimento durante a semana, mas o aquário está bem entregue (daí haver forte legitimidade para a "pressão", se me faço entender...)
    De qualquer forma, a alimentação vai variando bastante. Neste momento, tenho em stock:
    - Omega one, Cyclo eeze, Mysys, Gamma, Sea Weggis, Artémia, "Vegetarian diet", Plancton vermelho (e penso que mais um ou dois dos congelados que não me recordo) e ameijoa. Estou momentaneamente sem nori.


    Editado: Tínha-me esquecido de uma coisa: alimento granulado/flocos 2xdia (com alimentador automático) + congelado uma vez
    Bom dia João
    Antes de mais peço desculpa por só agora responder, mas necessitava de ensaiar a papa específica para poder responder com as evidências mínimas que entendo necessárias.
    Efectivamente ontem ensaiei com sucesso a papa específica que podes ver nas fotografias. O Zanclus comeu e os outros peixes também, embora tanto o Zanclus como os outros peixes mostrem gostar mais da outra papa e não comerem esta com a mesma sofreguidão com que comem a outra, a genérica. Vamos ver se essa preferência se mantém, ou se existe evolução. Essa papa é constituída apenas por esponja picada da nossa costa e farinha de trigo 55. Penso que quando for feita com farinha de peixe, terá outra recepção/aceitação, mas ainda não fui procurar a tal farinha e já agora se tiveres uma sugestão para farinha de peixe sem aditivos, diz que me facilita a procura e obtenção.
    Regista-se ainda outra evolução interessante e benéfica para a gestão e manutenção saudável do sistema. Se fores ver os primeiros posts, o Zanclus inicialmente estava a comer algas da Ocean nutrition que eu tinha de humedecer e macerar/migar entre os dedos e em seguida mergulhar a mão e assim libertar as partículas de alga. Actualmente e há já mais de uma semana que isso não é necessário dado que o Zanclus agora vai à procura dos pedaços de alga flutuantes à mistura com os outros peixes, sendo condição única obrigatória que esses pedaços sejam pequeninos, o que é fácil dado que com uma tesoura corto tiras parciais na folha de alga e depois perpendicularmente a esses cortes, vou cortando o que gera pedacinhos e ficam a flutuar e são rapidamente ingeridos, tanto pelo Zanclus como pelos outros peixes. Deixo sempre pedaços maiores para os outros peixes que gostam de os ir comendo entre si, o Zanclus ainda não entra nessas brincadeiras. De facto é um pouco mais reservado e revela um comportamento engraçado quando está a comer a papa. Normalmente é o primeiro a chegar à colher e começa a comer. Entretanto chega “o7º de cavalaria” (como se vê num dos filmes) na maior das pressas e confusão/atropelos para chegar à papa (não vá tão fina iguaria acabar antes que lhe possam deitar o dente, devem pensar eles, ou o fim do mundo chegar, o que se calhar não é problema desde que comam a papa...Ora justamente quando o Zanclus se vê rodeado por tantas “bocas” a tentarem comer a papa dele (deve ser o que pensa) fica furioso e vira-se para o lado e “morde” ou empurra o vizinho com uma certa raiva (mesmo que o vizinho tenha 3 ou 4 vezes o seu tamanho e peso), mas sem qualquer consequência tanto para um como para o outro e continua a comer, e ali ficam no “chega para lá” uns segundos até que de boca cheia dão meia volta para deglutir e voltam à carga.

    Este processo dura cerca de 3 a 5 minutos, após o que retiro a colher que ainda tem papa agarrada e faço um pequeno intervalo de 2 ou 3 minutos e volto novamente e isto repete-se 2 a 3 vezes em cada “sessão” de alimentação, duas vezes por dia, uma de manhã cedo entre as 7:30 e as 8:00 antes de sair de Gaia para Aveiro para trabalhar e outra à noite. Ao fim de semana ou quando estou em casa durante o dia, essa rotina pode variar ligeiramente nos horários e nas “sessões” de alimentação. O retirar a colher e fazer um pequeno intervalo, tem dois objectivos importantes que passo a citar:
    a)evitar que a papa amoleça demasiado em contacto com a água e possa se desagregar mais facilmente.
    b)renovar o interesse dos animais que saciados numa primeira vez perdem o interesse e se retiram. Passados uns minutos volto apresentar a papa e eles voltam muito interessados novamente. Isto 2 a 3 vezes em cada sessão de alimentação após o que perdem o interesse por estarem saciados e não vale a pena insistir.

    Relativamente às espécies que albergas e na eventualidade de um dia adicionares um Zanclus, e se o fizeres apenas um, dado pegarem-se entre si, quando muito o Zebrasoma poderá exercer alguma coação. Não sei como é que ele se comporta, mas pode atacar tudo que nade e tenha um tamanho semelhante ao dele ou apenas coagir durante o primeiro dia ou por aí e depois acabou. No caso lá de casa tenho muito mais peixes e o espaço está menos “marcado”. Mesmo assim, adicionei o Zanclus com a “luz do luar” para que visse, fosse visto e estivessem todos calmos, um aspecto que seguramente vais ter em conta. Além disso pela descrição que fazes, fico a saber que fazes quarentena, ora isso é uma excelente abordagem para a adição e sobretudo vai-te permitir alimentar em exclusivo o Zanclus, ao contrário do meu que teve de fazer frente aquela “trupe” toda.
    Quanto à alimentação que mencionas, parece-me bem, rica, variada só tenho uma pequena reticencia relativamente ao plâncton vermelho que sendo muito bom exerce uma acção bastante significativa em retirar rendimento ao escumador durante algum tempo (horas/hora), daí eu evitar de usar com frequência esse alimento que tenho lá no congelador.
    A DSB que o Roberto fala/sugere, pode ser interessante/uma boa aposta pelos aspectos relevantes que ele aponta, deixo ao teu critério. Pessoalmente não gosto de DSB mas não digo para que não a tenhas e se por aí decidires, cá estarei para, dentro do que sei, te ajudar a tirar o melhor rendimento possível da mesma se isso for necessário.

    Já agora, os Apogons leptacanthus são magníficos. Um peixe muito bonito de uma beleza subtil fascinante. Bom gosto. Parabéns. Pode ser que um dia coloques fotografias dos mesmos aqui no fórum, que vou gostar de ver.





    Atenciosamente
    Pedro Nuno


    "I may of course, be egregiously wrong; but I cannot persuade myself that a theory which explains several classes of facts can be wholly wrong"...Tradução: É claro que eu posso estar egregiamente errado; mas não me consigo persuadir de que uma teoria que explica várias classes de factos, possa estar completamente errada"...
    Charles Darwin, a Origem das espécies
    Zanclus canescens, cornutus, Kihikiki ou o zigzags
    REEFS MAGAZINE

  23. #48
    Membro Identificado Avatar de Rui Ferreira de Almeida
    Data de Ingresso
    15-09-04
    Localização
    Cascais
    Idade
    52
    Posts
    1.228

    Re: Zanclus canescens, cornutus, Kihikiki ou o zigzags

    Viva Pedro
    Antes de mais os meus Parabéns pela generosidade, dedicação e paixão que emprestas ao Hobby. És daqueles que entendem a essência do Hobby e que procuram a excelência na aquariofila.
    Tenho seguido atentamente o teu tópico e tenho aprendido muito com ele. Eu adoro peixes anjo e penso que a tua "papa" irá fazer parte da dieta dos meus em breve. Eu vivo perto do Cabo Raso e em breve vou tentar colectar essas esponjas .
    Quando mergulho em locais com Zanclus basta virar alguns pedaços de rocha para eles virem imediatamente comer as pequenas esponjas , algas e crustaceos que estão agarrados à face inferior dessas rocha. Penso por isso que a tua receita inicial poderá ser mais equilibrada do que a "papa especifica", embora tenha entendido que a fizeste para avaliar a palatibilidade dessa esponja em particular para o Zanclus.
    Tenho feito uma papa com ovas de ouriço numa tentativa de substituir as ovas de lagosta para os LPS e peixes. Esta ideia veio-me dos tempos de pescador à linha em que usava "chuchas " de ova de ouriço para apanhar Sargos. Nessa altura, eu tinha mais paciência porque é complicado e moroso retirar as ovas intactas.
    Pedia-te para veres se nos livros do Mike ( estou arrependido de não ter comprado quando visitei a ELA )estão descritas o tamanho das ovas de ouriço para fazer uma comparação com as ovas de ostra aferindo assim a viabilidade de serem aceites pelas gonioporas.
    Cump.
    Rui

  24. #49
    RF Moderador Avatar de Pedro Nuno Ferreira
    Data de Ingresso
    08-06-06
    Localização
    Vila Nova de Gaia & Aveiro
    Idade
    55
    Posts
    4.228

    Re: Zanclus canescens, cornutus, Kihikiki ou o zigzags

    Citação Postado originalmente por Rui Ferreira de Almeida
    Viva Pedro
    Antes de mais os meus Parabéns pela generosidade, dedicação e paixão que emprestas ao Hobby. És daqueles que entendem a essência do Hobby e que procuram a excelência na aquariofila.
    Tenho seguido atentamente o teu tópico e tenho aprendido muito com ele. Eu adoro peixes anjo e penso que a tua "papa" irá fazer parte da dieta dos meus em breve. Eu vivo perto do Cabo Raso e em breve vou tentar colectar essas esponjas .
    Quando mergulho em locais com Zanclus basta virar alguns pedaços de rocha para eles virem imediatamente comer as pequenas esponjas , algas e crustaceos que estão agarrados à face inferior dessas rocha. Penso por isso que a tua receita inicial poderá ser mais equilibrada do que a "papa especifica", embora tenha entendido que a fizeste para avaliar a palatibilidade dessa esponja em particular para o Zanclus.
    Tenho feito uma papa com ovas de ouriço numa tentativa de substituir as ovas de lagosta para os LPS e peixes. Esta ideia veio-me dos tempos de pescador à linha em que usava "chuchas " de ova de ouriço para apanhar Sargos. Nessa altura, eu tinha mais paciência porque é complicado e moroso retirar as ovas intactas.
    Pedia-te para veres se nos livros do Mike ( estou arrependido de não ter comprado quando visitei a ELA )estão descritas o tamanho das ovas de ouriço para fazer uma comparação com as ovas de ostra aferindo assim a viabilidade de serem aceites pelas gonioporas.
    Cump.
    Rui


    Boa tarde Rui
    Agradeço os parabéns bem como a interpretação da minha postura em relação este Hobby fantástico, interpretação na qual me revejo porque de facto é assim que gostaria de ser e estar ou procuro ser e estar. Agradeço também o interesse e acompanhamento pelo tópico. Agradeço ainda a tua ideia de aplicação da papa, que gostaria que fosse nossa ou de nós todos e não só minha, até porque não tem patente . Agradeço a pergunta que colocas sobre as ovas de ouriço dado que deixa antever um possivel alargar de horizontes e possibilidades muito interessantes, pelo que aproveito para reforçar que duas cabeças pensam melhor do que uma. Obrigado.

    Concordo inteiramente quanto à tua observação sobre a papa específica, que de facto fiz para avaliar a receptividade/palatibilidade da mesma pelo Zanclus pelo que tal como acima expliquei ao Gil que me perguntava se o Zanclus poderia viver só de esponja, concordo que só a "papa específica" será insuficiente a menos que no tecido da esponja tivesse tantos nutrientes e fauna/flora que então se tornaria um alimento mais completo. Honestamente e do pouco que conheço das esponjas, não creio. Digamos que quando muito será um complemento à dieta do Zanclus (e dos peixes que a comerem) e permite-nos alargar um pouco mais os conhecimentos.

    Quanto à tua ideia de dar a papa genérica aos peixes anjo, pois acho excelente ideia. Há muitos anos atrás resolvi uma situação dificil com uma papa caseira que me permitiu manter com muito sucesso um Chelmon rostratos durante vários anos, por isso só tenho a dizer mais uma vez que concordo e fico muito contente com a tua ideia de que espero vir a conhecer resultados e assim aprender.

    Quanto à tua ideia das ovas e sem ter aprofundado, parece-me muito interessante. Tenho um dos livros comigo mas não menciona o diametro das ovas, contudo com base no nome cientifico do ouriço da nossa costa que lá vem referido, Paracentrotus lividus, fiz uma pesquisa e num artigo sobre a cinética da fertilização dos ouriços do mar (Fertilization Kinetics Of sea Urchins), página 6,
    encontrei o valor de 0.135mm que resultará de observação pessoal feita por um tal (ou uma tal) de Strathmann em 1987. Ora aqui vai o link:

    http://www.biolbull.org/cgi/reprint/...0egg%20size%22

    An independent estimate of &, can be made from the
    following equation (Vogel et al., 1982; p. 208):
    po = u x CT0 (2)
    Where: u = Mean spermatozoan velocity (mm/s)
    co = Egg cross-sectional area (mm2)
    We analyzed a total of 116 spermatozoa from 4 urchins
    (Fig. 7). There were significant differences in swimming
    velocity between individual urchins (ANOVA, P < 0.0 1).
    These differences and perhaps similar differences in egg
    quality are possible reasons for individual variance in fertilization
    success. The mean sperm velocity was 0.149
    mm/s (SE = 0.0113). Using this estimate of swimming
    velocity and egg cross-sectional area of 0.0143 14 mm2
    (egg diameter 0.135 mm; pers. obs., Strathmann, 1987),
    PO was calculated to be 2.13 X lop3 (SE = 1.6 1 X 10w3).
    There was no significant difference between this estimate
    of PO and our estimate from the VCCW model (Student’s
    ‘t’ = 0.075, P > 0.9).
    Vogel et al. (1982) did not measure sperm swimming
    directly, they estimated velocity (ZJ) by solving equation
    (2) using their estimates of PO and egg diameter. Their
    estimate for Paracentrotus lividus was 0.040 mm/s. Gray
    (1955) measured sperm swimming velocity directly for
    Psammechinus miliaris and found rates of 0.190 mm/s.
    Gray also reviews studies of several other echinoid species


    Será Vou investigar mais. Quando fôr a ELA vou também tentar saber. Seria fantástico se funcionasse com as Gonioporas.

    Atenciosamente
    Pedro Nuno


    "I may of course, be egregiously wrong; but I cannot persuade myself that a theory which explains several classes of facts can be wholly wrong"...Tradução: É claro que eu posso estar egregiamente errado; mas não me consigo persuadir de que uma teoria que explica várias classes de factos, possa estar completamente errada"...
    Charles Darwin, a Origem das espécies
    Zanclus canescens, cornutus, Kihikiki ou o zigzags
    REEFS MAGAZINE

  25. #50
    Membro Identificado Avatar de Rui Ferreira de Almeida
    Data de Ingresso
    15-09-04
    Localização
    Cascais
    Idade
    52
    Posts
    1.228

    Re: Zanclus canescens, cornutus, Kihikiki ou o zigzags

    Bem os ovos de ostra são mais pequenos - 40 a 50 microns contra 135 pelos vistos.Será que esta diferença é suficiente para impedir as gonioporas de os capturarem ? Vamos procurar saber mais .
    Cump.
    Rui

Página 2 de 17 PrimeiroPrimeiro 12345612 ... ÚltimoÚltimo

Informações de Tópico

Utilizadores Navegando neste Tópico

Há 1 Membros navegando neste tópico. (0 registrados e 1 visitantes)

Tópicos Similares

  1. Zanclus cornutus - Reefs Magazine - Pedro Nuno Ferreira
    Por Ricardo Pinto no fórum Discussão de Artigos
    Respostas: 13
    Último Post: 28-01-09, 22:54
  2. Zanclus cornutus
    Por Julio Macieira no fórum Peixes
    Respostas: 8
    Último Post: 03-06-07, 22:21

Tags para este Tópico

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •