Resultados 1 a 16 de 16

Tópico: Espaço para corais

  1. #1
    Convidado de RF
    Data de Ingresso
    20-10-04
    Localização
    Lisboa/Faro
    Idade
    50
    Posts
    2.553

    Espaço para corais

    Boas,

    Quando montamos um aquário, temos a - salutar - preocupação de considerar o número máximo de peixes que no mesmo podem viver em harmonia, não escolhendo espécies cujo tamanho (em adulto) seja incomportável para o aquário, por um lado, nem espécies ou indivíduos incompatíveis entre si, por outro.

    Porém, não revelamos a mesma preocupação com os corais.

    Bem pelo contrário, a "regra" quase generalizada é que...cabe sempre mais um.

    E, por isso, é comum vermos aquários atulhados de corais que são colocados, desde o princípio, muito perto uns dos outros, o que, desde logo, vai provocar limitações ao seu crescimento - porque dedicam mais energia a guerrear com o vizinho do que a crescer - e, a médio prazo, poderosos ataques até que um se sobreponha ao outro.

    Além disso misturamos espécies não compatíveis e com necessidades de "enquadramento" (luz, corrente, etc) muito diferentes.

    O resultado é óbvio: a médio prazo (1, 2 anos na melhor das hipóteses) os corais estão encavalitados uns nos outros com os mais fortes a matar os mais fracos (lentamente e em agonia).

    Mais, temos uma tendência (generalizada pelos 4 cantos do mundo, não é só aqui) para enaltecer os aquários que estão carregados de corais e onde estes problemas são visíveis, não obstante ser frequente que os "donos" digam que isso não acontece no "seu" aquário.

    Deixo-vos aqui alguns exemplos de aquários do mês da Reefcentral (espectaculares, lá está), onde isso não pode deixar de acontecer:

    http://www.reefkeeping.com/issues/20...totm/index.php

    http://www.reefkeeping.com/issues/20...totm/index.php

    http://www.reefkeeping.com/issues/20...totm/index.php

    A questão que levanto é a seguinte: se nos causa alguma apreensão ver um aquário sobrepovoado (apinhado) de peixes e a nossa reacção natural tem mais a ver com a preocupação pelo seu bem-estar do com que com o espectáculo de cor e movimento que proporcionam, porque é que com os corais não temos mesma preocupação ?

    Será que, em certa medida, ainda os consideramos "plantas" ?

    É evidente que, com o tempo e os crescimentos, é normal que o espaço vá diminuindo. Isso acontece mesmo com os aquários inicialmente bem planeados como este outro aquário do mês da RC:

    http://www.reefkeeping.com/issues/20...totm/index.php

    Mas reparem no tamanho de cada coral ! Eles tinham, inicialmente, alguns 20 cms de espaço livre para crescerem. E esteticamente, não fica (também) "do outro mundo" ?

    É certo que já se vão notando alguns casos em que os aquaristas vão retirando alguns corais (não apenas "podando" os existentes) para dar mais espaço e condições a outros com que escolhem ficar.

    Mas será que não conseguimos planear isso desde o princípio, em vez de (ter que) corrigir depois ? A nossa ansiedade em ter aquários "carregadinhos" de corais é assim tão grande ?

    A minha, confesso, foi. Pelo que já estou a achar que alguns corais estão demasiado próximos (- de 10cms) e a planear retirar alguns.

    Fica a reflexão e o desafio aos que estão agora a montar aquários, para fazer um aquário diferente, igualmente bonito, e seguramente mais harmonioso.
    Última edição por João M Monteiro; 28-12-06 às 16:32.
    Abraços
    João M Monteiro



  2. #2
    Membro Identificado Avatar de Diogo Lopes
    Data de Ingresso
    20-01-05
    Localização
    Lisboa
    Idade
    45
    Posts
    2.531

    Re: Espaço para corais

    Olá João,

    Sem dúvida um tópico pertinente e que muito me diz como aquariófilo. A maior parte conhece o meu aquário e sabe que espaço é algo que não abunda. No entanto a minha intenção inicial era ter apenas algumas espécies selecionadas... na verdade nada disso aconteceu.

    A minha preocupação agora é fazer os cortes necessários, por forma a garantir uma boa qualidade de vida aos habitantes do meu aqua. Isso representa que neste momento tenho que fazer cortes bi-mensais à maioria dos corais.

    Tive e tenho a minima preocupação na colocação dos corais por forma a garantir que espécies mais próximas taxonomicamente estão mais próximas e em zonas teoricamente ideiais ao seu desenvolvimento - dou o exemplo de diversas Pocilloporas e Styloporas que tenho.

    Abraço,
    Diogo

  3. #3
    Membro Veterano
    Data de Ingresso
    01-11-04
    Localização
    Carnaxide-Lisboa
    Idade
    43
    Posts
    806

    Re: Espaço para corais

    Oi João... O meu aquário foi montado precisamente com esse objectivo. Conheceste o antigo e viste como estava. Neste quero evitar o que acontecia no outro, dai estar muito despido ainda... estou á espera que as peças cresçam.
    Cada 20/25cm está calculado para um coral pelo que embora seja mais complicado agora, no futuro espero que fique bem bonito.
    claro que quando falamos em lps e moles os lugares e espaços reservados mudam um pouco, mas também dá para calcular mais ou menos o crescimento e evolução destes.

  4. #4
    Membro Identificado Avatar de João Castelo
    Data de Ingresso
    27-02-06
    Localização
    Sta Apolónia, Lisboa
    Posts
    1.433

    Re: Espaço para corais

    Olá João, olá meus Senhores,

    Tópico oportuno. De facto , de uma forma geral, " carrega-se " demasiado em termos de corais nos nossos aquários.

    Eu acho que tentamos recriar um pouco a natureza que o mar nos oferece e eu tenho as minhas dúvidas que no mar os corais fiquem tão apinhados como às vezes se vê nos aquários. A mim , pessoalmente, e não obstante o resultado final em termos de cor, diversidade, etc, parece-me demasiado forçado . Disso não gosto. Esta é apenas a minha opinião, o meu gosto. Cada um terá o seu.

    Esta situação acontece sem que tenhamos essa percepção .

    Nós temos um problema, digo nós porque não acredito que só aconteça a mim , que é não conseguirmos ir a uma loja sem trazer qualquer coisa.

    Sem nos apercebermos vão entrando corais regularmente no aquário e os que lá estão vão crescendo.

    Eu só não tenho mais porque não tenho condições para os manter.

    Enfim, temos que manter um equilíbrio também no procedimento para com os corais para que todos possam crescer com condições e sem constantes " atropelos ".

    Um abraço,

    JC
    Um abraço,

    João Castelo

  5. #5
    Membro Identificado Avatar de António Paes
    Data de Ingresso
    17-09-04
    Localização
    Azeitão
    Idade
    48
    Posts
    882

    Re: Espaço para corais

    Olá,

    O que se coloca à maioria de nós, é que queremos ter variedade, tanto de cores como de formas. Se nos peixes isso é complicado de conseguir devido à territorialidade de muitas das espécies ou incompatibilidade de peixes que não são reefsafe, já nos corais e caso não se toquem se usarmos bastante carvão activado "acreditamos" que as guerras químicas são minimizadas.
    Já dizia o Anthony Calfo que o ideal era termos aquários de biótopo, ou, no caso extremo, aquários de espécie. Mas quantos de nós estão preparados para abdicarem de ter a dita variedade ?
    Lentamente iremos caminhar para aquários de biótopo, tal como acontece há muitos anos nos aquários de água doce, onde é frequente vermos aquários com peixes e plantas do Amazonas ( onde nem se pode falar bem de biótopo tal é a abundância de zonas existentes ), passando pelos aquários de ciclideos africanos e dos respectivos lagos e respectivas profundidades ou dos killies.


    António

  6. #6
    Membro Identificado Avatar de João Lourenço
    Data de Ingresso
    07-10-06
    Localização
    Almada
    Idade
    59
    Posts
    205

    Re: Espaço para corais

    Podem todos ter razão mas não aparece na votação do akuario mais bonito o mais votado ser o do Marco ,talvez em teoria depois de alguns dissabores se evolua para um caso desses ou se em termos de mercado se possa comprar o que se gosta e não akilo ke vai aparecendo ....

    Por mim, coisas minimalistas podem até ser bonitas mas só mesmo na casa dos outros no fundo é como uma passagem de modelos com modelos anoreticas fica-se sempre com a sensação que falta alguma coisa ou atras ou á frente ...

    Somente uma ópinião

    João Lourenço

  7. #7
    Administrator Avatar de Julio Macieira
    Data de Ingresso
    08-09-04
    Localização
    Coimbra
    Idade
    54
    Posts
    6.839

    Re: Espaço para corais

    Olá a todos


    A já algum tempo que perdi as ilusões de um dia vir a ter uma replica da natureza em minha casa.

    Quem algum dia já meteu a cabeça debaixo de agua por certo o compreenderá.

    Na maioria das espécies que chegam ao mercado e aos nossos aquários, um só coral bastaria para preencher toda a área disponível que a maioria de nós tem possibilidades de lhes oferecer. Quer pelo custo de manutenção, quer pelo espaço, cada vez sempre maior a que obrigam.

    Prefiro ver mesmo o meu aquário como um quadro vivo, que me faça sonhar com as Maurícias, o Mar vermelho, Hawaii, etc...

    Parece-me ser normal que o aquarista faça demasiadas aquisições para o seu aquário. Digo normal, porque não temos acesso apenas aos corais que nós queríamos, mas sim aqueles que o mercado nos oferece.

    A sua selecção, ao gosto de cada um, caracteriza e personaliza o seu sistema como algo único.
    Um abraço

    Julio Macieira



    Visita o Meu Aquário ***RED SEA 2007***


  8. #8
    Equipa RF Avatar de Roberto Pacheco
    Data de Ingresso
    10-09-04
    Localização
    USA
    Posts
    2.634

    Re: Espaço para corais

    Porque todos nos queremos ter um aqua como este...lol


    Falando na minha experiencia gosto muito de variedade e como nao posso ter varios aquarios com diferentes biotopes nao tenho outra opcao. No caso dos peixes o perigo seria imediato se colocamos variedades que nao sao compativeis ao passo que com os Corais o problema nao e tao imediato pode levar anos ate notar problema, ademais e facil fragmentar se houver problema.
    "I seem to have been only like a boy playing on the seashore, and diverting myself in now and then finding a smoother pebble or a prettier shell than ordinary, whilst the great ocean of truth lay all undiscovered before me." Sir Isaac Newton


  9. #9
    Membro Identificado Avatar de Joao Carlos Pereira
    Data de Ingresso
    15-08-05
    Localização
    Barreiro
    Idade
    53
    Posts
    800

    Re: Espaço para corais

    Talvez podessemos considerar a introdução "controlada" de peixes que comem
    corais, isto claro em aquas grandes.Eu sei que é uma ideia um tanto ou quanto estupida mas... na natureza esses peixes controlam a expansão dos corais ou estou enganado?
    Também qual é o aquariofilo que quando tem corais enormes resiste a fazer uns frags ao custo que esta paixão acerreta?
    Cumprimentos
    Joao C Pereira

    "Nunca desprezes os outros quando estiveres a subir, pois poderás encontra-los quando estiveres a descer."

    Eu.

  10. #10
    Membro Identificado Avatar de João Castelo
    Data de Ingresso
    27-02-06
    Localização
    Sta Apolónia, Lisboa
    Posts
    1.433

    Re: Espaço para corais

    Citação Postado originalmente por João Lourenço
    Podem todos ter razão mas não aparece na votação do akuario mais bonito o mais votado ser o do Marco ,talvez em teoria depois de alguns dissabores se evolua para um caso desses ou se em termos de mercado se possa comprar o que se gosta e não akilo ke vai aparecendo ....

    Mas o que é que o aquário do Marco tem a ver com este tópico ????

    Depois o resto também não entendi mas isso já deve ser um problema meu de cansaço.

    JC
    Um abraço,

    João Castelo

  11. #11
    Membro Identificado Avatar de Diogo Lopes
    Data de Ingresso
    20-01-05
    Localização
    Lisboa
    Idade
    45
    Posts
    2.531

    Re: Espaço para corais

    Citação Postado originalmente por Roberto Pacheco
    Porque todos nos queremos ter um aqua como este...lol

    Falando na minha experiencia gosto muito de variedade e como nao posso ter varios aquarios com diferentes biotopes nao tenho outra opcao. No caso dos peixes o perigo seria imediato se colocamos variedades que nao sao compativeis ao passo que com os Corais o problema nao e tao imediato pode levar anos ate notar problema, ademais e facil fragmentar se houver problema.
    É isso mesmo Roberto! Tal como o Juca eu prefiro que o meu aquário seja um quadro vivo - uma peça de decoração na minha sala. Modéstia à parte acho que estou quase lá!!! Mas eu preferia ter um assim...



    ou assim...



    Fotos de Alf Nilsen.

    E fica a questão... onde é que aqui há espaço??!!

    Abraço,
    Diogo

  12. #12
    Membro Identificado Avatar de Ricardo Rodrigues
    Data de Ingresso
    15-09-04
    Localização
    Cascais
    Idade
    44
    Posts
    1.468

    Re: Espaço para corais

    Citação Postado originalmente por Diogo Lopes
    E fica a questão... onde é que aqui há espaço??!!
    O espaço na natureza é um bem precioso e dele depende a sobrevivência dos vários corais, no fundo o que assistimos nos nossos aquário é exactamente o mesmo pelo que não me preocupo em demasia com o remexer dos corais para estes poderem crescer de forma ordenada. Já que um aquário é um quadro vivo porque não deixar a mãe natureza dar o seu próprio toque final? Nos aquários mais fantásticos que vi até hoje os corais cresciam uns sobre os outros tal como nos recifes. Também é interessante assistir às interacções entre as várias espécies, algumas delas de oceanos diferentes.
    "The natural world is, and probably always will be, complicated far beyond human understanding" J.E.N. Veron

  13. #13
    RF Moderador Avatar de Pedro Nuno Ferreira
    Data de Ingresso
    08-06-06
    Localização
    Vila Nova de Gaia & Aveiro
    Idade
    56
    Posts
    4.228

    Re: Espaço para corais

    Boa noite a todos
    Antes de mais obrigado e parabéns ao João M. Monteiro por ter lançado este tópico tão pertinente.

    A alelopatia, do grego alléton (mútuo) e pathos (prejuízo) ou seja prejuízo mutuo ou açcão quimica prejudicial para com outra espécie ou mesmo ambas, já custou caro a alguns corais que tinha/tenho e a titulo de exemplo ontem chegou finalmente uma pectinia verde para substituir uma outra, que era consideravelmente maior, mas que acabou por não subsistir por razões que penso se deverem a alelopatia.
    Do que sei e da interpretação que faço, imagens como as que o Roberto Pacheco e o Diogo Lopes nos apresentam, mostram um ecossistema onde seguramente haverá equilíbrio de forças químicas e não só ou então tal densidade não seria viável, penso eu. Seja como for, já há algum tempo que ando a pesquisar estudos sobre o assunto e assim encontrei alguns estudos e livros que me parecem relevantes e que aqui partilho.

    Este livro, que me parece ser uma boa aposta, talvez ajude a lançar algum esclarecimento sobre este assunto tão importante.
    http://www.springerlink.com/content/v123p02037u7t8l2/
    http://www.springerlink.com/content/978-1-4020-4280-5/

    Além do livro acima mencionado, encontrei também um estudo interessante neste elo (=link) cujo texto original transcrevo e traduzo:

    http://www.blackwell-synergy.com/doi...ournalCode=mae

    Tradução:

    Efeitos dos corais moles no estabelecimento dos corais Escleractínios
    II: Alelopatia, Sobrevivência de larvas e estrutura da comunidade do recife

    Mauro Maida1, Paul W. Sammarco2,* & John C. Coll3

    Resumo. Duas experiências de campo foram efectuadas na Grande Barreira de Recife, Austrália, na ilha Orpheus (Orfeus) e na ilha Lizard (Lagarto), respectivamente, para investigar os efeitos alelopáticos dos corais moles na sobrevivência e na estrutura da comunidade das larvas (planulas) dos corais escleractínios. Azulejos de cerâmica foram colocados à volta dos corais moles alelopáticos Sinularia flexibilis, Sacrophyton glaucum (Quoy & Gaimard 1833), e controlos. Um controlo consistia em placas de fixação/colonização rodeando um coral escleractínio (planctivoro não alelopático); outro controlo não tinha qualquer coral mole ou escleractínio presente. Os corais moles experimentais afectaram o estabelecimento de vários grupos taxonómicos de larvas (planulas) de coral diferenciadamente, como evidenciado pela diversidade de fixação/colonização de planulas de coral em tratamentos e controlos. Na ilha Orfeus (O.I., n=1038 planulas) e na ilha Lagarto (Lizard) (L.I., n=7032 planulas), haviam diferenças significativas entre o sucesso de estabelecimento dos dois Taxa (Grupos) de corais dominantes, Pocilloporidae (O.I., 61.4%; L.I., 20.5%) e Acroporidae (O.I., 33.7%; L.I., 53%). Placas de colonização/fixação expostas à Sinularia flexibilis em cada um desses locais, tiveram a mais baixa proporção de estabelecimento de acroporideos. Índices de diversidade (Índices Shannon-Wiener) variavam significativamente entre tratamentos em ambas as Ilhas, Orfeus e Lagarto (Lizard). Isto parece dever-se à inibição selectiva das planulas de acroporideos pela Sinularia flexibilis; Sarcophyton na Ilha Lagarto (Lizard). Colonização/fixação da maior parte dos epibiontes (Animais/vegetais externos que vivem associados) associados era geralmente inibido sob estas condições. A sobrevivência de planulas de coral era mais elevada na presença de Sinularia na ilha Orfeus; na ilha Lagarto (Lizard), esse era o caso com o tratamento com Sarcophyton. Sobrevivência elevada e em algusn casos crescimento de planulas de coral junto de corais moles devia-se aparentemente a competição por espaço reduzida entre planulas e epibiontes (Organismos externos que vivem associados na colónia).
    Esta hipótese é suportada pelos resultados de uma experiência “irmã” em que um revestimento com extracto de sinularia sobre os azulejos de colonização/fixação, diminuiu significativamente incrustação/obstrução pelos epibiontes sesseis. Os corais moles têm um efeito alelopático no estabelecimento e desenvolvimento inicial dos corais escleractínios e consequentemente, na sucessão inicial da comunidade de recife. (Quoy & Gaimard 1833) e em ambos os locais. O crescimento de planulas de coral era mais elevado em placas de colonização/fixação na presença de...


    e o texto termina aqui porque para aceder ao restante é necessário registar-se e pagar, se não estou em erro.



    Original
    Effects of Soft Corals on Scleractinian Coral Recruitment.
    II: Allelopathy, Spat Survivorship and Reef Community Structure

    Mauro Maida1, Paul W. Sammarco2,* & John C. Coll3
    Abstract. Two field experiments were performed on the Great Barrier Reef, Australia, at OrpheusIsland and LizardIsland, respectively, to investigate the effects of allelopathic soft corals on survivorship and community structure of scleractinian coral spat. Ceramic tiles were placed around the allelopathic soft corals Sinularia flexibilisSarcophyton glaucum (Quoy & Gaimard 1833), and controls. One control consisted of settlement plates surrounding a scleractinian coral (non-allelopathic planktivore); another control had no adult soft or scleractinian coral present. The experimental soft corals affected the recruitment of various taxonomic groups of coral spat differentially, as evidenced by the diversity of coral spat settling in treatments and controls. At OrpheusIsland (O.I., n = 1038 spat) and LizardIsland (L.I., n = 7032 spat), there were significant differences between recruitment success of the two dominant coral taxa, Pocilloporidae (O.I., 61.4 %; L.I., 20.5 %) and Acroporidae (O.I., 33.7 %; L.I., 53 %). Settlement plates exposed to Sinularia flexibilis at either site had the lowest proportion of acroporid recruits. Diversity indices (Shannon-Wiener Indices) varied significantly between treatments at both Orpheus and LizardIslands. This appears to be due to selective inhibition of acroporid spat by Sinularia flexibilisSarcophyton at LizardIsland. Settlement of most associated epibiota was generally inhibited under these conditions. Coral spat survivorship was highest in the presence of Sinularia at Orpheus *Island; at LizardIsland, this was the case with the Sarcophyton treatment. Higher survivorship, and in some cases growth, of coral spat near soft corals was apparently due to reduced competition for space between spat and associated epibiota. This hypothesis is supported by the results of a sister experiment where a coating of Sinularia flexibilis extract on settlement tiles significantly decreased fouling by sessile epibiota. Soft corals have an allelopathic effect on recruitment and early development of scleractinian corals and, consequently, on early coral reef community succession.(Quoy & Gaimard 1833) and at both sites. Growth of coral spat was higher on settlement plates in the presence of

    Encontrei ainda outro estudo interessante

    http://www.springerlink.com/content/q578q57x1218208w/
    Tradução:
    Departamento de Zoologia, Universidade da Queensland, St Lúcia, 4072, Brisbane, Austrália
    Resumo. Extractos aquosos em bruto de cinco espécies de corais hermatipicos de três famílias escleractínias foram ensaiados para bio actividade contra os estados inicias de vida de corais escleractínios. Em concentrações entre 62.5 e 250 [IMG]file:///C:%5CDOCUME%7E1%5CPEDROF%7E1%5CLOCALS%7E1%5CTemp%5 Cmsohtml1%5C01%5Cclip_image002.gif[/IMG]g/ml, extractos de todas as espécies eram letais para pelo menos três das cinco espécies de planulas de coral testadas. Para testar mudanças de comportamento, extractos de quatro espécies foram testados em planulas do coral escleractínio Pocillopora damicornis. Todos os quatro causaram comportamento aberrante imediato mas reversível nas larvas em concentrações tão baixas como 7.8 [IMG]file:///C:%5CDOCUME%7E1%5CPEDROF%7E1%5CLOCALS%7E1%5CTemp%5 Cmsohtml1%5C01%5Cclip_image002.gif[/IMG]g/ml. Para determinar os efeitos em corais acabados de se fixarem, juvenis pós metamorfose (rebentos) de P. Damicornis foram expostos a extractos de quatro espécies hermatipicas. Foram ou mortos ou sofreram redução nas taxas de crescimento. Se libertado sob condições naturais, substâncias com actividades letais ou sub letais contra as fases iniciais de vida de outros escleractínios, podem permitir aos corais hermatipicos influenciar padrões de estabelecimento de escleractínios, desempenhando assim um papel regulador nas comunidades de corais.
    Original
    R. J. Fearon1
    [IMG]file:///C:%5CDOCUME%7E1%5CPEDROF%7E1%5CLOCALS%7E1%5CTemp%5 Cmsohtml1%5C01%5Cclip_image003.gif[/IMG]and Ann M. Cameron1
    (1)
    Department of Zoology, The University of Queensland, St Lucia 4072, Brisbane, Australia
    Abstract Crude, aqueous extracts of five species of hermatypic coral from three scleractinian families were assayed for bioactivity against the early life stages of scleractinian corals. At concentrations between 62.5 and 250 [IMG]file:///C:%5CDOCUME%7E1%5CPEDROF%7E1%5CLOCALS%7E1%5CTemp%5 Cmsohtml1%5C01%5Cclip_image002.gif[/IMG]g/ml, extracts of all species were lethal to at least three of the five species of coral planulae larvae tested. To test for behavioral changes, extracts from four species were tested on planulae of the scleractinian Pocillopora damicornis. All four caused immediate but reversible behavioral aberrations in the larvae at concentrations as low as 7.8 [IMG]file:///C:%5CDOCUME%7E1%5CPEDROF%7E1%5CLOCALS%7E1%5CTemp%5 Cmsohtml1%5C01%5Cclip_image002.gif[/IMG]g/ml. To determine the effects on newly settled corals, postmetamorphosis juveniles (spat) of P. damicornis were exposed to extracts from four hermatypic species. They were either killed or suffered a reduction in growth rates. If released under natural conditions, substances with lethal or sublethal activities against the early life stages of other scleractinians could allow hermatypic corals to influence patterns of scleractinian recruitment, thus playing a role in ordering coral communities.

    Outro estudo interessante
    http://links.jstor.org/sici?sici=0027-8424(197512)72%3A12%3C5160%3AAASCAC%3E2.0.CO%3B2-S

    Ainda mais outro estudo interessante mas versando as algas
    http://www.usp.br/cbm/novo_site/simp...os/resB07.html

    Outro ainda da Revista Portuguesa de Ciências Veterinárias
    http://www.fmv.utl.pt/spcv/PDF/pdf3_2004/549_03_18.pdf

    Como frequentei em 1999 na Universidade Católica uma acção de formação sobre medicina veterinária e pequena cirurgia em animais de estimação, altura em que comprei às edições vademecum entre outros um livro sobre toxicologia em animais domésticos, sintomas, como tratar e prevenir, etc...e desde então recebo regularmente as notificações sobre os cursos e acções de formação bem como publicações, vou inquirir junto dessas edições sobre o assunto a ver o que é que dá, se há publicações, estudos, que possam ser interessantes.
    Para já e da leitura dos estudos acima, fica bem claro que existe influência negativa, e de que maneira, diria uma extrema violência silenciosa, lúgubre, devastadora, imperceptível/indetectável até ser tarde de mais....


    O livro do Julian Sprung, Corals A Quick Reference Guide ISBN 1-883693-09-8, procura de modo muito prático esclarecer sobre esta agressividade, este potencial bélico químico, mas mesmo assim e sendo um excelente livro, já me induziu em erro, o que não significa que o livro ou o autor estejam incorrectos/errados, mas eu não ficaria surpreendido se um dado coral num dado ambiente estivesse pacificamente lado a lado com um outro e noutro ambiente, pura e simplesmente aniquilasse esse outro ao lado do qual no outro ambiente vivia tão pacificamente.
    Até sabermos mais, deveremos então não facilitar e estar alerta e sobretudo não hesitar em mudar de lugar uma ou outra peça em caso de suspeita de agressão química, ou poderá ser tarde de mais como aconteceu com a pectinia verde que referi no inicio e mais uns quantos de vulto que não referi... uma pectina que ontem repus com uma outra mais pequena mas igualmente muito bonita. Vamos lá ver no que dá e oxalá desta vez fique tudo bem.


    Na natureza os corais , etc não nos têm para os ajudar, mas no aquário é diferente e depois o aquário é um meio pequeno e fechado, daí que muitas vezes termos de intervir .
    Atenciosamente
    Pedro Nuno


    "I may of course, be egregiously wrong; but I cannot persuade myself that a theory which explains several classes of facts can be wholly wrong"...Tradução: É claro que eu posso estar egregiamente errado; mas não me consigo persuadir de que uma teoria que explica várias classes de factos, possa estar completamente errada"...
    Charles Darwin, a Origem das espécies
    Zanclus canescens, cornutus, Kihikiki ou o zigzags
    REEFS MAGAZINE

  14. #14
    Membro Veterano
    Data de Ingresso
    01-11-04
    Localização
    Carnaxide-Lisboa
    Idade
    43
    Posts
    806

    Re: Espaço para corais

    Os crescimentos e as guerras quimicas nunca serão evitadas dentro de um aquário. Ppenso que o João criou este tópico apenas para saber se estamos conscientes dessas inevitaveis guerras e se estas se dão nos primeiros 10cm de crescimento ou se após 30cm de crescimento.
    No fundo tenta saber se estamos a pensar organizar e ordenar a introdução de corais assim como fazemos com os peixes ou se é tudo ao molhe e fé em Deus e só colocar e colocar sem o minimo de espaço de crescimento de cada peça...

    De uma maneira geral ninguem pensa nisso, e é sempre apenas mais um frag. Pensamos sempre, é só mais um... tenho ali um espacito mesmo ideal para ele.
    Imitar a Natureza é impossivel e penso que isso nunca esteve em causa neste tópico, mas se calhar quando montamos os nossos sistemas deviamos pensar a médio e longo prazo e não no imediato...

  15. #15
    Membro Identificado Avatar de Joao Carlos Pereira
    Data de Ingresso
    15-08-05
    Localização
    Barreiro
    Idade
    53
    Posts
    800

    Re: Espaço para corais

    Citação Postado originalmente por Marco Madeira
    ...No fundo tenta saber se estamos a pensar organizar e ordenar a introdução de corais assim como fazemos com os peixes ou se é tudo ao molhe e fé em Deus e só colocar e colocar sem o minimo de espaço de crescimento de cada peça...

    De uma maneira geral ninguem pensa nisso, e é sempre apenas mais um frag. Pensamos sempre, é só mais um... tenho ali um espacito mesmo ideal para ele.
    ...
    Marco, como é obvio concordo contigo, mas volto a dizer que na natureza os corais nascem onde tem mais condições de sobreviver.Mesmo que haja pouco espaço eles crescem nem que para isso tenham que usar a arma que a natureza lhes deu "a quimica" para competir com os outros corais, é a lei da sobrevivencia. Penso que o que é menos natural é a introdução de peixes e corais de partes distintas do planeta no mesmo aquario "só porque são mais bonitos" e nós (contra mim falo)como é obvio gostamos. Isto é de certa maneira injusto pois algumas espécies não estarão preparadas para a competição.
    Cumprimentos
    Joao C Pereira

    "Nunca desprezes os outros quando estiveres a subir, pois poderás encontra-los quando estiveres a descer."

    Eu.

  16. #16
    Convidado de RF
    Data de Ingresso
    20-10-04
    Localização
    Lisboa/Faro
    Idade
    50
    Posts
    2.553

    Re: Espaço para corais

    Citação Postado originalmente por Marco Madeira
    Os crescimentos e as guerras quimicas nunca serão evitadas dentro de um aquário.
    .
    No fundo tenta saber se estamos a pensar organizar e ordenar a introdução de corais assim como fazemos com os peixes ou se é tudo ao molhe e fé em Deus e só colocar e colocar sem o minimo de espaço de crescimento de cada peça...

    De uma maneira geral ninguem pensa nisso, e é sempre apenas mais um frag. Pensamos sempre, é só mais um... tenho ali um espacito mesmo ideal para ele.
    Imitar a Natureza é impossivel e penso que isso nunca esteve em causa neste tópico, mas se calhar quando montamos os nossos sistemas deviamos pensar a médio e longo prazo e não no imediato...
    Salve !
    Abraços
    João M Monteiro



Informações de Tópico

Utilizadores Navegando neste Tópico

Há 1 Membros navegando neste tópico. (0 registrados e 1 visitantes)

Tópicos Similares

  1. Importância dos aditivos
    Por Alex Correa no fórum Discussão de Artigos
    Respostas: 1
    Último Post: 26-02-12, 22:51
  2. Agresividade de Corais
    Por Roberto Pacheco no fórum Discussão de Artigos
    Respostas: 1
    Último Post: 12-02-05, 21:21
  3. Artigo sobre iluminação da reefkeeping
    Por Daniel Teixeira no fórum Discussão de Artigos
    Respostas: 2
    Último Post: 16-09-04, 12:30

Tags para este Tópico

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •